Surfe em novela traz de volta moda dos cabelos parafinados.

Reza a lenda que, um dia, no mar do Arpoador (habitat de surfistas cariocas, da Zona Norte à Zona Sul), um cargueiro carregado de água oxigenada bateu numa pedra e afundou. Desse dia em diante, todo surfista ficou com o cabelo louro, sem precisar usar produto químico. 


 


A história é relembrada, de forma bem humorada, pelo empresário, professor de surf e surfista Rico de Souza. Ela explica o porquê de muitos surfistas terem cabelos louros. Não se sabe a razão, mas eles não gostam de admitir que o colorido é artificial.   


 


A lenda da água oxigenada é uma variante do caso real do cargueiro australiano Solana Star, protagonista do famoso “Verão da Lata”, marco na cultura de praia do Sudeste e do Sul do país.


 


No verão de 1988, depois de ser descoberto pela polícia, o cargueiro jogou em alto mar sua carga clandestina de milhares de latas de cinco litros, repletas de maconha.


 


As latas, com supostamente mais de 20 toneladas da erva, desceram pelas correntes marítimas e acabaram nas praias do Rio, de São Paulo e chegaram até Santa Catarina. 



Com mais de 30 anos de praia no currículo, Rico, que já teve cabelos grandes e descoloridos, garante nunca ter tingido as madeixas – nem mesmo admite ter passado a mão suja de parafina, usada nas pranchas, nos cabelos, o que causa o descolorido.



“Quando eu era mais jovem usava o cabelão grande, por isso ele tinha mais facilidade em ficar claro com o sol. Ainda mais porque eu chegava a passar oito horas na praia. Mas sabemos que tem gente que pinta, passa parafina, ou seja, inventa”, diz o surfista.


As madeixas lindas e loiras exibidas na cabeleira dos surfistas da nova novela das 19h, da TV Globo, “Três irmãs”, estão vindo à tona e fazendo a cabeça da moçada que quer ficar na moda.



O modelo e ator Caio Vaz, que interpreta o surfista Thor na novela, é dono de um cabelo de causar inveja em qualquer mulher. Ele, que surfa desde os 5 anos, diz que as meninas vivem perguntando como mantém a cor do cabelo.



“Não faço nada. Uso qualquer xampu que está no banheiro. Meu cabelo sempre foi mais para o louro, mas tá ficando mais claro. Acho que é muita água do mar. Tem muita menina que pergunta o que eu faço. Eu respondo: nada, nada mesmo. Minha mãe vive me pedindo pra passar condicionador”, revela o ator.



Seu companheiro de cena, Brenno Leone, que interpreta o também surfista Zig, diz que usa apenas xampu.



“Eu uso qualquer xampu. Não tenho muito saco. Meu cabelo é assim mesmo. Sempre foi.”


 


Cabeleireiro dá dicas para ficar com aparência surfista


 





O cabelereiro Edson Rysco confirma a procura de homens e mulheres pelos cabelos loiríssimos em seu salão (Foto: Divulgação)


O cabeleireiro Edson Rysco, que já tratou do cabelo de famosos como o ator Carlos Casagrande e a atriz Fernanda Machado, afirma que a “coqueluche”, sobretudo nas praias brasileiras, serão os cabelos claríssimos, principalmente com o verão se aproximando. Ele prefere chamar a técnica de contraste.



“O cabelo de surfista, com mechas claras na frente, fundo natural e pontas levemente queimadas pelo sol, é sucesso garantido. Mas não pode descuidar das madeixas, é só para os fios parecerem estragados”.



Para Edson, não vale rotular: californianas, taitianas, sul-africanas, cores que imitam o sol, não importa. A idéia é deixar a raiz ficar escura e o resto ganhar um tom mais claro, com aparência natural.


 


Segundo ele, a procura tem sido grande por homens e mulheres, ideal para quem não quer ter trabalho.



“O efeito é um achado para quem não tem tempo a perder. Os retoques só precisam ser feitos quando houver intenção de aumentar as mechas, enquanto as luzes tradicionais, dependendo do tom, precisam ter a raiz retocada todo mês”, explica.



A boa notícia, afirma o cabeleireiro, é que o contraste não se restringe a cabelos lisos: fica bem em ondulados e crespos também. Nesses, as mechas podem ser mais grossas para aparecerem melhor.

“Fica lindo em rabo-de-cavalo, solto, com chapinha e até com baby liss”, sugere Edson. O serviço custa até R$ 200, dependendo do tamanho do cabelo.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Surfe em novela traz de volta moda dos cabelos parafinados

Reza a lenda que, um dia, no mar do Arpoador (habitat de surfistas cariocas, da Zona Norte à Zona Sul), um cargueiro carregado de água oxigenada bateu numa pedra e afundou. Desse dia em diante, todo surfista ficou com o cabelo louro, sem precisar usar produto químico. 


 


A história é relembrada, de forma bem humorada, pelo empresário, professor de surf e surfista Rico de Souza. Ela explica o porquê de muitos surfistas terem cabelos louros. Não se sabe a razão, mas eles não gostam de admitir que o colorido é artificial.   


 


A lenda da água oxigenada é uma variante do caso real do cargueiro australiano Solana Star, protagonista do famoso “Verão da Lata”, marco na cultura de praia do Sudeste e do Sul do país.


 


No verão de 1988, depois de ser descoberto pela polícia, o cargueiro jogou em alto mar sua carga clandestina de milhares de latas de cinco litros, repletas de maconha.


 


As latas, com supostamente mais de 20 toneladas da erva, desceram pelas correntes marítimas e acabaram nas praias do Rio, de São Paulo e chegaram até Santa Catarina. 



Com mais de 30 anos de praia no currículo, Rico, que já teve cabelos grandes e descoloridos, garante nunca ter tingido as madeixas – nem mesmo admite ter passado a mão suja de parafina, usada nas pranchas, nos cabelos, o que causa o descolorido.



“Quando eu era mais jovem usava o cabelão grande, por isso ele tinha mais facilidade em ficar claro com o sol. Ainda mais porque eu chegava a passar oito horas na praia. Mas sabemos que tem gente que pinta, passa parafina, ou seja, inventa”, diz o surfista.


 


Atores garantem que as madeixas são naturais


As madeixas lindas e loiras exibidas na cabeleira dos surfistas da nova novela das 19h, da TV Globo, “Três irmãs”, estão vindo à tona e fazendo a cabeça da moçada que quer ficar na moda.



O modelo e ator Caio Vaz, que interpreta o surfista Thor na novela, é dono de um cabelo de causar inveja em qualquer mulher. Ele, que surfa desde os 5 anos, diz que as meninas vivem perguntando como mantém a cor do cabelo.



“Não faço nada. Uso qualquer xampu que está no banheiro. Meu cabelo sempre foi mais para o louro, mas tá ficando mais claro. Acho que é muita água do mar. Tem muita menina que pergunta o que eu faço. Eu respondo: nada, nada mesmo. Minha mãe vive me pedindo pra passar condicionador”, revela o ator.



Seu companheiro de cena, Brenno Leone, que interpreta o também surfista Zig, diz que usa apenas xampu.



“Eu uso qualquer xampu. Não tenho muito saco. Meu cabelo é assim mesmo. Sempre foi.”


 


Cabeleireiro dá dicas para ficar com aparência surfista


 


O cabeleireiro Edson Rysco, que já tratou do cabelo de famosos como o ator Carlos Casagrande e a atriz Fernanda Machado, afirma que a “coqueluche”, sobretudo nas praias brasileiras, serão os cabelos claríssimos, principalmente com o verão se aproximando. Ele prefere chamar a técnica de contraste.



“O cabelo de surfista, com mechas claras na frente, fundo natural e pontas levemente queimadas pelo sol, é sucesso garantido. Mas não pode descuidar das madeixas, é só para os fios parecerem estragados”.



Para Edson, não vale rotular: californianas, taitianas, sul-africanas, cores que imitam o sol, não importa. A idéia é deixar a raiz ficar escura e o resto ganhar um tom mais claro, com aparência natural.


 


Segundo ele, a procura tem sido grande por homens e mulheres, ideal para quem não quer ter trabalho.



“O efeito é um achado para quem não tem tempo a perder. Os retoques só precisam ser feitos quando houver intenção de aumentar as mechas, enquanto as luzes tradicionais, dependendo do tom, precisam ter a raiz retocada todo mês”, explica.



A boa notícia, afirma o cabelereiro, é que o contraste não se restringe a cabelos lisos: fica bem em ondulados e crespos também. Nesses, as mechas podem ser mais grossas para aparecerem melhor.

“Fica lindo em rabo-de-cavalo, solto, com chapinha e até com baby liss”, sugere Edson. O serviço custa até R$ 200, dependendo do tamanho do cabelo.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *