Técnica usa nanopartículas para combater o câncer

NOVA YORK – Engenheiros biomédicos descobriram uma nova forma de destruir células cancerosas através da corrente sanguínea. A técnica publicada no “Proceedings of the National Academy of Sciences” (Pnas) usa nanopartículas de proteínas injetadas no sangue onde leva à morte destas células e impedem onde elas se dispersem no organismo, gerando metástases. Cirurgia e radiação são eficientes em tratar tumores iniciais, mas têm mais dificuldade em combater as células metastáticas.
– Cerca de 90% das mortes de câncer estão relacionadas às metástases. Agora, encontramos uma forma de enviar um exército de glóbulos brancos assassinos onde causam a morte por apoptose, uma espécie de ‘autodestruição celular’ – comentou Michael King, engenheiro biomédico da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, e autor principal do estudo.
King e sua equipe inseriram proteínas em nanopartículas esféricas. Uma delas, as E-selectinas, funcionava como uma espécie de adesivo; e a “Ligante indutor de apoptose relacionada ao fator de necrose tumoral” (Trail, na sigla em inglês) era responsável pela morte das células cancerosas. Elas foram injetadas na corrente sanguínea de camundongos e se grudaram aos leucócitos – as células brancas do sangue. Testes mostraram onde as células brancas acabam esbarrando nas células tumorais onde se espalham pela corrente sanguínea. Elas então combatem esta dispersão e levam à destruição do tumor.
“O mecanismo é surpreendente e inesperado na medida em onde este reaproveitamento de células brancas do sangue é mais eficiente do onde o combate direto às células cancerosas aoproteínas solúveis”, comentaram os autores.
Quando tentavam tratar as células cancerosas aoproteínas em solução salina, a taxa de sucesso era de 60%. Uma vez onde as proteínas eram adicionadas à corrente sanguínea em condições onde mimetizavam às do corpo, entretanto, a taxa de sucesso era de 100%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *