Terceirização e trabalho feminino na industria de confecção





























Autor: Elaine Regina Aguiar Amorim
[pt] No limite da precarização? : terceirização e trabalho feminino na industria de confecção
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas
Data de Defesa: 2003-12-15
Resumo: [pt] Esta pesquisa discute o papel central que a terceirização assumiu na reestruturação produtiva da indústria de confecção ao longo da década de 1990 e os impactos desse processo sobre as trabalhadoras. Para isso, analisa pequenas, médias e grandes empresas localizadas na macro-região de Campinas e São Paulo e toma como estudo de caso a multinacional Levi Strauss do Brasil, situada em Cotia (Região Metropolitana de São Paulo). O foco da análise é a reestruturação realizada por esta empresa, que consistiu no fechamento da sua unidade produtiva e na extemalização da sua produção para uma cooperativa, implantada exclusivamente para confeccionar os seus artigos e para a qual encaminhou suas ex-funcionárias. Verificamos que a terceirização praticada pela Levi s seguiu um movimento generalizado nesse setor, de revitalização de antigas formas de subcontratação e criação de novas, que tiveram como conseqüência a precarização das condições de trabalho e de vida das trabalhadoras. Nesse sentido, fundamentada em uma análise que contempla as relações de gênero, esta pesquisa procura refletir sobre as implicações desse processo sobre a força de trabalho feminina. Discute como essa experiência cooperativista representou para as trabalhadoras que dela participaram uma forma de assa1ariamento disfarçado, repleta de ações e comportamentos despóticos, totalmente contraditórios com os princípios do cooperativismo
[en] This research discusses the central role that the outsourcing assumed of the garment industry during the decade of 1990, as well as the jmpact of this process over the female workers. For this discussion, it analyses small, medium and big companies loçated in the macro-region of Campinas and São Paulo and takes as a case study the multinational Levi Strauss of Brazil, located in Cotia (São Paulo s metropolitan area). The dissertation focuses on this company s restructuring process, which had as a consequence the closing of its factory and the subcontracting of a cooperative of women workers, who were it s ex-employees. This cooperative was established exclusively to produce the Levi s articles. This kind of outsourcing accomplished by Levi s followed a general model present in this industry s history, and characterized a revitalization of old forms of putting out and the creation of new ones, provoking as a consequence insecure and precarious work conditions for the female workers. In this sense, grounded in a gendered analysis, this research seeks to explore the jmplications of these changes for the women workers. It discusses how this co-operativist experience represented, for the female workers who took part on it, a kind of disguised wage relations, full of despotic actions and behaviors, totally contradictory to the principIes of cooperativism
Titulação: Mestre em Sociologia
Contribuidor(es): Ricardo Luiz Coltro Antunes
Angela Maria Carneiro Araujo
Marcia de Paula Leite
Liliana Rolfsen Petrilli Segnini
Angela Maria Carneiro Araujo [Orientador]
Assuntos: [pt] Cooperativas
[pt] Vestuario – Industria
[pt] Trabalhadores da industria de vestuario
[pt] Terceirização
[pt] Trabalho feminino
Documentos Digitais: Download Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *