Tudo sobre mário navarro da costa

Mário Navarro da Costa (Rio de Janeiro, 1883 — Florença, 1931) foi um pintor e diplomata brasileiro. Faleceu servindo como cônsul.

Pintor de marinhas, o Salão Nacional de Belas Artes premiou-o com uma medalha de prata em 1912 e com uma de ouro, em 1920.

Esteve em Portugal, que lhe inspirou algumas das suas obras. O Museu Nacional de Arte Contemporânea, em Lisboa conserva da sua autoria A vela vermelha. Tendo residido na Itália, por algum tempo, valeu-se dessa estadia para inspirar parte significativa de sua obra na paisagem marinha daquele país.

Exposições póstumas

* 1974 – Rio de Janeiro, RJ – O Mar, na Galeria Ibeu Copacabana
* 1978 – Rio de Janeiro, RJ – Individual, no MNBA
* 1980 – São Paulo, SP – A Paisagem Brasileira: 1650-1976, no Paço das Artes
* 1984 – São Paulo, SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
* 1985 – São Paulo, SP – 100 Obras Itaú, no Masp
* 1986 – São Paulo, SP – Dezenovevinte: uma virada no século, na Pinacoteca do Estado
* 1989 – São Paulo, SP – Pintura Brasil Século XIX: obras do acervo do Banco Itaú, na Itaugaleria
* 1993 – São Paulo, SP – 100 Obras-Primas da Coleção Mário de Andrade: pintura e escultura, no IEB/USP
* 1994 – São Paulo, SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
* 1994 – São Paulo, SP – Um Olhar Crítico sobre o Acervo do Século XIX, na Pinacoteca do Estado
* 1995 – Campinas, SP – Da Marinha à Natureza Morta
* 1998 – Rio de Janeiro, RJ – Marinhas em Grandes Coleções Paulistas, no Museu Naval e Oceanográfico. Serviço de Documentação da Marinha
* 2000 – Porto Alegre, RS – De Frans Post a Eliseu Visconti: acervo Museu Nacional de Belas Artes – RJ, no MARGS
* 2001 – São Paulo, SP – 30 Mestres da Pintura no Brasil, no Masp
* 2002 – Brasília, DF – Barão do Rio Branco: sua obra e seu tempo, no Ministério das Relações Exteriores. Palácio do Itamaraty

Ver também

* Lista de pintores do Brasil

Bibliografia

* LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro, Artlivre, 1988.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *