Tudo sobre os relâmpagos em saturno

 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


A sonda espacial Cassini registrou relâmpagos na atmosfera de Saturno.

Essa foi a primeira observação direta de um relâmpago no planeta. O fenômeno pode trazer informações sobre a atmosfera e a velocidade dos ventos de Saturno.


Cientistas esperam, agora, poder usar o mesmo método para detectar relâmpagos em Titã, a maior lua de Saturno, por onde a Cassini passará em outubro.


Nos anos 80, a sonda Voyager fez um registro indireto de relâmpagos.


Agora, a Cassini detectou emissões de ondas de rádio de tempestades que variaram de acordo com a latitude e rotação do planeta.


“Nós temos observado várias tempestades e usado mecanismos de direção para detectar suas origens com uma boa resolução de ondas de rádio”, disse o cientista da missão Phillippe Zarka.


Cinto de radiação


A emissão de rádio foi detectada pelos equipamentos da Cassini durante o vôo mais próximo do planeta, em 1º de julho.


“Essa é uma boa confirmação de que o que temos são relâmpagos da atmosfera de Saturno”, afirmou Zarka.


Também foi observado um novo cinto de radiação em volta dos anéis de Saturno.


No dia 26 de outubro, a sonda fará um vôo perto de Titã.


“Isso nos dará boa informação da existência ou não de relâmpagos em Titã”, disse Zarka.


Imagens recentes de Titã não mostraram evidências claras de oceanos compostos de hidrocarbonos na superfície, como alguns cientistas sugeriram que poderia ser.


Mas uma nova hipótese sugere que oceanos possam ser cobertos por uma espécie de névoa de hidrocarbono.


 


 


 


 


 


 


 


fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2004/07/040723_saturno.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *