uma revisão do conceito de parafasia





























Autor: Carola Rapp
[pt] A palavra paralela? : uma revisão do conceito de parafasia
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Estudos da Linguagem
Data de Defesa: 2003-12-13
Resumo: [en] The main objective of this paper is to reflect upon the conecpt of paraphasia. In addition to that, there is also a commitment to making a concise incursion into the history of medical aphasiology, as well as aphasiologic linguistics, in order to bring to mind facts that, although not widel y known, still determine the focus of studies on paraphasia and aphasia. We intend to measure how parallel paraphasia is in relation to possible target-words and, in doing so, establish linguistically determined criteria, which bring it closer to non-aphasic speech, providing support for its qualification into phonological or lexical paraphasia. However, the qualification of paraphasic manifestations is not always undisputable, and the interpretative limits border two other correlated concepts, which will be incorporated into our consideration, namely lapse (slip of the tongue) and jargon. In addition to paraphasia and correlated concepts, other phenomena which accompany and/or trigger it, such as attitude of pursuit, attitude of retrieval, epiliguistic attitude and TOT state, will also be included in the discussion whenever apropriate. And, finally, the theoretical backbone, which guides and stimulates the considerations presented, is derived from the ideas of Jakobson (1969 [1941]), (1999 [1969]); by an enunciativediscursive approach proposed by Coudry (1988, 2002); from Ingram (1976, 1996); Teixeira (1985, 1991) and Rapp (1994)
[pt] O objetivo central deste trabalho é refletir sobre o conceito de parafasia. Agrega-se-Ihe o compromisso de fazer uma concisa incursão pela história da afasiologia médica e da lingüística afusiológica, para avivar fatos pouco conhecidos, mas, ainda hoje, norteadores dos enfoques dados aos estudos das afasias e das parafasias. Pretende-se verificar quão paralelas as parafasias se encontram em relação a possíveis palavras-alvo e, com esse intuito, estabeleceram-se critérios lingüisticamente informados que visam a aproximá-Ias da fala não-afásica, fornecendo subsídios para qualificá-Ias de fonológicas ou de lexicais. No entanto, qualificar a manifestação parafásica nem sempre transcorre de forma irrefragável, e os limites interpretativos tangenciam dois outros conceitos correlatos, quais sejam, o lapso e ojargão, incorporados a esta reflexão. Além das parafasias e dos conceitos correlatos, observam-se fenômenos que as acompanham e/ou lhe impulsionam a ocorrência, tais como, a atitude de busca, a atitude de retomada, a atitude epilingiiística e o TOT state, que, na medida do possível, também serão incluídos na discussão. E, finalmente, o esteio teórico, que norteia e estimula as reflexões aqui apresentadas, é dado pelas idéias de Jakobson (1969[ 1941], 1999[ 1969]), pela abordagem enunciativo-discursiva, proposta por Coudry (1988, 2002), de Ingram (1976, 1996), de Teixeira (1985, 1991) e de Rapp (1994)
Titulação: Doutor em Linguistica
Contribuidor(es): Ester Mirian Scarpa
Ester Mirian Scarpa [Orientador]
Maria Claudia Cunha
Maria Irma Hadler Coudry
Maria Irma Hadler Coudry
Luiz Carlos Cagliari
Elizabeth Reis Teixeira
Sirio Possenti
Assuntos: [pt] Afasia
[pt] Neurolinguistica
Documentos Digitais: Download Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *