A história de roberto carlos

Roberto Carlos Braga (Cachoeiro de Itapemirim, 19 de abril de 1941) é um cantor e compositor brasileiro. É o artista latino-americano que teve mais discos vendidos e o cantor brasileiro que mais vendeu discos no mundo. Em 45 anos de carreira, completados em 2008, Roberto vendeu mais de cem milhões de álbuns. Os temas que mais aparecem em suas composições (que são feitas em parceria de Erasmo Carlos) são o amor e a fé).
Índice
[esconder]

* 1 Biografia
o 1.1 Infância
o 1.2 Início: mudança para o Rio de Janeiro
o 1.3 Anos 1960: a Jovem Guarda
o 1.4 Anos 1970: fase romântica
o 1.5 Anos 1980: reconhecimento internacional
o 1.6 Anos 1990: campeão de vendas e morte de Maria Rita
o 1.7 Anos 2000-presente
* 2 Discografia
o 2.1 Compactos
o 2.2 Álbuns
* 3 Filmografia
* 4 Curiosidades
* 5 Notas e referências
* 6 Ligações externas

[editar] Biografia

[editar] Infância

Nascido no interior do Espírito Santo, Roberto Carlos é o quarto e último filho do relojoeiro Robertino Braga e da costureira Laura Moreira. A família morava no bairro do Recanto, numa casa modesta no alto de uma ladeira e os demais membros da família eram: Lauro Roberto Braga, Carlos Alberto Braga e Norma Moreira Braga, que Roberto Carlos carinhosamente chamava Norminha.

Apelidado na infância como “Zunga”, ainda criança aprendeu a tocar violão e piano – a princípio com sua mãe e, posteriormente, no Conservatório Musical de Cachoeiro do Itapemirim. Seu ídolo na época era Bob Nelson, um artista brasileiro que se vestia de cowboy e cantava música “country” em português. Incentivado pela mãe, Roberto Carlos cantou pela primeira vez em um programa infantil na Rádio Cachoeiro de Itapemirim, aos nove anos. Ele se apresentou cantando o bolero “Amor y más amor”. Com prêmio pelo primeiro lugar, Roberto Carlos recebeu balas. O cantor recordaria anos depois o momento, relatado na obra “Roberto Carlos Em Detalhes”, de Paulo Cesar de Araújo: “Eu estava muito nervoso, mas muito contente de cantar no rádio. Ganhei um punhado de balas, que era como o programa premiava as crianças que lá se apresentavam. Foi um dia lindo.”[1] Então, tornou-se presença assídua do programa todos os domingos.

Durante a infância, sofreu um terrível acidente de trem que feriu gravemente sua perna, que teve de ser amputada, dando lugar a uma prótese que usa até hoje.

[editar] Início: mudança para o Rio de Janeiro

Na segunda metade dos anos cinqüenta, Roberto Carlos mudou-se para Niterói (Rio de Janeiro). Seguindo muitos adolescentes da época, ele entrou em contato com um novo ritmo musical, o Rock, e passou a ouvir Elvis Presley, Little Richard, Gene Vincent e Chuck Berry.

Em 1957, Arlênio Lívio, um colega de escola, levou Roberto Carlos para conhecer um grupo de amigos que se reunia na Rua do Matoso, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro. Lá conheceu Sebastião (Tim) Maia, Edson Trindade, José Roberto “China” e Wellington. Ele formou com Arlênio, Trindade e Wellington o seu primeiro conjunto musical o Grupo vocal chamado “Sputniks”. Certa vez, ele precisava da letra de “Hound Dog” – e o grande fã de Elvis Presley daquela turma de amigos era Erasmo (Carlos) Esteves. Desta forma, Roberto Carlos conheceu aquele que se tornaria seu maior parceiro musical. Tim Maia saiu dos Sputiniks e o grupo foi desfeito. Edson Trindade, Arlênio e China formaram The Snakes, chamaram então Erasmo para ser crooner, The Snakes acompanhavam tanto Roberto Carlos quando Tim Maia, contudo ambos nunca fizeram parte do grupo, Roberto Carlos passou a se apresentar com freqüência em clubes e festas. Roberto foi convidado por Carlos Imperial a se apresentar no seu programa musical “Clube do Rock”, da TV Tupi. Imperial costumava apresentar Roberto Carlos como o “Elvis brasileiro” e Tim Maia o “Little Richard brasileiro”. No final daquela década, Roberto gravou alguns compactos e iniciava sua carreira oficialmente.

Em 1959, Roberto Carlos lançou “João e Maria/Fora do Tom”, um compacto simples. Dois anos depois, ele lançava seu primeiro álbum, “Louco Por Você”. Imperial compôs boa parte das canções deste disco. O LP não teve sucesso, e hoje Roberto Carlos renega este LP.

[editar] Anos 1960: a Jovem Guarda

Roberto Carlos insistiu em investir na música jovem da época, o rock, e em 1962 lançou “Splish Splash”. Com o amigo Erasmo, Roberto compunha versões de hits do álbum e canções próprias como “Splish Splash” e “Parei na Contramão”, que se tornaram grandes sucessos. No ano seguinte, o cantor novamente esteve nas paradas de sucesso com o LP “É Proibido Fumar”, em que, além da faixa-título, destacou-se a canção “O Calhambeque”. Assim nascia a Jovem Guarda.

Conhecido nacionalmente, Roberto Carlos começou a apresentar o programa Jovem Guarda em 1965, da TV Record, ao lado de Erasmo Carlos e Wanderléa. O programa popularizou ainda mais o movimento e consagrou o cantor, que se tornou um dos primeiros ídolos jovens da cultura brasileira. Ainda em 1965, foram lançados os álbuns “Roberto Carlos Canta Para A Juventude” – com sucessos “História de Um Homem Mau”, “Os Sete Cabeludos”, “Eu Sou Fã do Monoquini” e “Não Quero Ver Você Triste”, parcerias com Erasmo Carlos – e “Jovem Guarda”, com os sucessos “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno”, “Lobo Mau”, “O Feio” (de Getúlio Côrtes) e “Não é Papo Pra Mim”.

Em 1966, Roberto Carlos apresentou os programas “Roberto Carlos à Noite”, “Opus 7”, “Jovem Guarda em Alta Tensão” e “Todos os Jovens do Mundo”, todos de vida efêmera e da TV Record. Mas o que mais marcaria aquele ano seria uma briga por motivos profissionais, que quase colocou fim à parceria entre Roberto e Erasmo Carlos. A razão da separação foi uma falha da produção do programa “Show em Si… Monal”, da TV Record, que homenageava Erasmo. A produção do programa havia preparado um pot-pourri com as composições mais famosas de Erasmo, entre as quais “Parei na Contramão” e “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno”. O problema criado foi que estas canções foram compostas em parceria com Roberto Carlos, mas se deu créditos unicamente a Erasmo. Os dois se desentenderam, e a parceria ficou suspensa por mais de um ano. Neste período, Roberto compôs “Querem Acabar Comigo” e “Namoradinha de um Amigo Meu”, que foram lançadas no LP “Roberto Carlos” daquele ano (o disco ainda tinha os sucessos “Eu Te Darei o Céu”, “Esqueça” (versão de Roberto Corte Real), “Negro Gato” (de Getúlio Côrtes) e “Nossa Canção” (de Luiz Airão).[2]

Em 1967, a amizade Erasmo-Roberto seguia estremecida, embora os dois apresentassem – junto com Wanderléa, o programa “Jovem Guarda”, na TV Record. Roberto Carlos compôs sozinho sucessos como “Como É Grande O Meu Amor Por Você”, “Por Isso Eu Corro Demais”, “Quando” e “de Que Vale Tudo Isso”, que seriam lançados no LP “Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura”, trilha sonora do filme homônimo, lançado no ano seguinte, e que teve produção e direção de Roberto Farias e elenco com José Lewgoy e Reginaldo Farias. O filme tornou-se um grande sucesso de bilheteria do cinema nacional. A relação entre Erasmo e Roberto Carlos voltaria ao normal por causa de “Em Ritmo de Aventura”. Envolvido com diversos compromissos profissionais, Roberto não conseguia finalizar a letra da canção de “Eu Sou Terrível”, que seria a faixa inicial da trilha sonora do longa-metragem. Então, ele pediu auxílo ao velho parceiro Erasmo Carlos, que o ajudou a finalizar a letra. Assim, a amizade e a parceria dos dois foram retomadas. [3]Ainda naquele ano, Roberto Carlos fez em Cannes-(FRA) os primeiros seus primeiros shows no exterior e participou de alguns festivais de Música Popular Brasileira. Com “Maria, Carnaval e Cinzas” (de Luís Carlos Paraná), o cantor ficou em quinto lugar. Algumas pessoas hostilizaram a presença de um ícone da Jovem Guarda – tido como “alienado” sob a ótica da época.

Em 1968, foi lançado o LP “O Inimitável” foi lançado. Disco de transição na carreira do cantor, o álbum teve influências na black music norte-americana e emplacou vários sucessos, como “Se Você Pensa”, “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo”, “É Meu, É Meu, É Meu”, “As Canções que Você Fez Pra Mim” (todas parcerias com Erasmo Carlos), “Ciúme de Você” (de Luiz Ayrão) e “E Não Vou Deixar Você Tão Só” (de Antônio Marcos). Ainda naquele ano, Roberto Carlos se tornaria o primeiro e único brasileiro a vencer o Festival de San Remo (da Itália), com a canção “Canzone Per Te”, de Sergio Endrigo e Sergio Bardotti, e se casaria, em Santa Cruz de la Sierra-(BOL), com Cleonice Rossi, mãe de seus filhos Roberto Carlos Segundo (o Segundinho, mais conhecido como Dudu Braga, nascido em 1969), e Luciana (nascida em 1971).

A mudança de estilo do cantor viria definitivamente em 1969. O álbum “Roberto Carlos” foi marcado por um maior romantismo em lugar dos tradicionais temas juvenis típicos da Jovem Guarda. Entre os sucessos deste LP estão “As Curvas da Estrada de Santos”, “Sua Estupidez” e “As Flores do Jardim da Nossa Casa”, todas parcerias com Erasmo Carlos. Ainda naquele ano, foi lançado seu “Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa”, segundo filme dirigido por Roberto Farias, e novo êxito de bilheteria.

[editar] Anos 1970: fase romântica

A partir da década de 1970, marcaria o fim da Jovem Guarda e consolidaria o prestígio de Roberto Carlos como intérprete romântico no Brasil e no exterior (Estados Unidos, Europa e América Latina). O cantor seria o artista brasileiro que mais venderia discos no país. Várias das suas canções foram gravadas por artistas como Julio Iglesias, Caravelli e Ray Conniff.

Em 1970, o cantor fez uma bem-sucedida temporada de shows no Canecão. No final daquele ano, foi lançado seu álbum anual, que trouxe sucessos como “Ana”, “Vista a Roupa Meu Bem” e “Jesus Cristo” , canção que também marcava sua aproximação com a religião.

No ano seguinte, foi lançado “Roberto Carlos a 300 km por Hora”, seu último filme e também um grande sucesso nacional. Ainda em 1971, foi lançado “Roberto Carlos”, disco contou com os sucessos “Detalhes”, “Amada Amante”,”Todos Estão Surdos”, “Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos” (homenagem a Caetano Veloso) e “Como Dois e Dois” (de Caetano).

O álbum “Roberto Carlos”, de 1972, repercutiu com “A Montanha” e “Quando as Crianças Saírem de Férias”, e “Roberto Carlos”, de 1973, com “Rotina” e “Proposta”. Em 24 de dezembro de 1974, a Rede Globo exibiu um especial do cantor, que obteve um enorme índice de audiência. A partir daquele ano, o programa seria veiculado anualmente, sempre no final do ano.

Em 1975, seu grande sucesso seria “Além do Horizonte”. No ano seguinte, o cantor gravaria seu novo LP nos estúdios da CBS em Nova Iorque. O álbum lançou as canções “Ilegal, Imoral ou Engorda” e “Os Seus Botões”. Em 1977, Roberto Carlos gravou “Muito Romântico” (de Caetano Veloso) e “Cavalgada”, lançadas em seu disco natalino e que alcançaram os primeiros lugares nas paradas musicais.

No ano seguinte, foi lançado “Roberto Carlos”, de 1978, de onde se destacaram as famosas “Café da Manhã”, “Força Estranha” (de Caetano Veloso) e “Lady Laura”- esta última dedicada a sua mãe. O disco vendeu um milhão e quinhentas mil cópias. Além de álbuns que vendiam mais de 1 milhão de cópias por ano, os shows de Roberto Carlos eram também disputados: em 1978, o cantor percorreu o país por seis meses, sempre com casas lotadas.

Quando visitou o México em 1979, o papa João Paulo II foi saudado com a canção “Amigo”, cantada por um coro de crianças. O evento foi transmitido ao vivo para centenas de milhões de pessoas no mundo. Também naquele ano, seu casamento com Cleonice se desfez, iniciando um romance com a atriz Mirian Rios, e se engajou da ONU em prol do Ano Internacional da Criança.

[editar] Anos 1980: reconhecimento internacional

No início da década de 1980, participou de outra campanha, dessa vez para o Ano Internacional da Pessoa Deficiente. Em 1981, o cantor fez excursões internacionais e gravou seu primeiro disco em inglês – outros seriam lançados em espanhol, italiano e francês. Também gravou seu disco anual, que contou com sucessos como “Emoções”, “Cama e Mesa” e “As Baleias”.

Em 1982, recebeu da gravadora CBS o Prêmio Globo de Cristal, oferecido aos artistas que ultrapassam a marca dos cinco milhões de discos vendidos fora de seu país de origem. Ainda naquele ano, Maria Bethânia participou de seu álbum anual, no dueto “Amiga”. Era a primeira vez que o cantor convidava um outro artista para participar das gravações de seu disco. Roberto Carlos (1982) ainda teve o sucesso “Fera Ferida”, outra parceria com Erasmo.

Em 1984, sua canção “Caminhoneiro” foi executada mais de três mil vezes nas rádios do país em um único dia e, no ano seguinte, “Verde e Amarelo” bateria esta marca ao ser tocada três mil e quinhentas vezes.[4][5]. Ganhou em 1988 o Grammy de Melhor Cantor Latino-americano e, no ano seguinte, atingiu o topo da parada latina da Billboard. Ainda em 1989, teve grande repercussão com “Amazônia”.

[editar] Anos 1990: campeão de vendas e morte de Maria Rita

Durante a década de 1990, o sucesso de Roberto Carlos prosseguiu tanto em nível nacional quanto internacional. Em 1994,Roberto Carlos conseguiu bater os Beatles em vendagens na América Latina, vendendo mais de 70 milhões de discos.[6]
O cantor Roberto Carlos cumprimenta o Papa João Paulo II durante a sua visita ao Brasil, em 1997.
O cantor Roberto Carlos cumprimenta o Papa João Paulo II durante a sua visita ao Brasil, em 1997.

Em 1995, liderados por Roberto Frejat, grandes nomes do pop-rock brasileiro como Cássia Eller, Chico Science & Nação Zumbi, Barão Vermelho e Skank homenagearam Roberto Carlos com a gravação de canções da época da Jovem Guarda. Ainda naquele ano, o cantor casou-se com a pedagoga Maria Rita Simões Braga. No ano seguinte, Roberto Carlos emplacou mais um sucesso em parceria com Erasmo Carlos: “Mulher de 40”. Já em 1997, foi lançado o álbum em língua espanhola “Canciones que amo”.

Em 1998, foi diagnosticado câncer em Maria Rita. Roberto Carlos teve de conciliar a gravação do disco anual e o apoio à esposa internada em São Paulo. “Seu disco anual”, que quase não foi lançado, tinha apenas quatro canções inéditas, entre elas “O Baile da Fazenda”, uma parceria com Erasmo Carlos e que contou com a participação especial de Dominguinhos. Em 1999, o agravamento do estado de saúde de Maria Rita, seguido de sua morte em dezembro daquele ano, fez com que o cantor deixasse de apresentar seu tradicional especial de final de ano na Rede Globo e não gravasse seu disco anual.[7][8] A gravadora Sony acabou lançando “Os 30 Grandes Sucessos (Vol. 1 e 2)”, uma coletânea dupla com seus maiores sucessos da carreira de Roberto e uma faixa-inédita, a religiosa “Todas as Nossas Senhoras”, escrita com Erasmo.

[editar] Anos 2000-presente

Depois de um período de reclusão, Roberto Carlos retomou sua carreira com a turnê “Amor Sem Limite”, inaugurada em Recife, em novembro de 2000[9][10], título da canção – feita em homenagem à Maria Rita – de maior destaque no álbum lançado em dezembro daquele mesmo ano.[11][12] Ainda naquele ano, o cantor rompeu seu contrato com a gravadora Sony (ex-CBS) [13][14], após 39 anos de parceria.[15]

Em 2001, Roberto recebeu inúmeras homenagens pelo seu 60º aniversário e gravou o álbum “Acústico MTV”[16], depois de meses de negociações entre a Rede Globo e a MTV Brasil[17][18]. O álbum trouxe14 releituras em versão acústica para antigos sucessos, alguns cantados com a participação de artistas como Samuel Rosa, do Skank (em “É Proibido Fumar”), Tony Bellotto, dos Titãs (em “É Preciso Saber Viver”), entre outros.

No ano seguinte, Roberto Carlos foi acusado pelo maestro Sebastião Braga de plagiar a melodia da sua composição “Loucuras de Amor” em “O Careta”, de 1982.[19] Também foi lançado o DVD “Acústico MTV” [20], que logo seria retirado de circulação devido a problemas contratuais. Em comemoração aos 90 anos do bondinho do Pão de Açúcar, o cantor fez uma apresentação para 200 mil pessoas no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro.[21]

No final de 2003, ele fez uma apresentação no Ginásio do Maracanãzinho, de onde foram gravadas imagens para seu tradicional especial natalino na Rede Globo e também divulgado “Pra sempre”, álbum todo dedicado a Maria Rita. Com nove canções inéditas, o disco contou com “O Cadillac” (única escrita com Erasmo), “Acróstico” (cujas primeiras letras dos versos formam a frase “Maria Rita meu amor”) e faixa-título “Pra Sempre”.

Em janeiro de 2004, Roberto fez um show no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, como parte das comemorações dos 450 anos da cidade. Em outubro do mesmo ano, o cantor lotaria o Estádio do Pacaembu, também na capital paulista, na apresentação do show “Pra Sempre” e que seria lançado em DVD. Após iniciar tratamento terapêutico, ele também reconheceu publicamente sofrer de transtorno obsessivo-compulsivo[22], síndrome que o levou a um comportamento excessivamente supersticioso e o fez abandonar do repertório de seus shows canções famosas “Café da Manhã”, “Outra Vez” e “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno”. Em entrevista coletiva, admitiu que poderia voltar a cantá-las, demonstrando os resultados do tratamento.[23]. No final desse ano, comemorou o 30º aniversário do seu primeiro especial para a Rede Globo e foi lançada o primeiro volume de sua discografia em uma caixa, por década, reúnem seus discos em formato mini-LP e sonoridade remasterizada.

Em 2005, o Jornal do Brasil organizou uma votação sobre discos que emplacaram diversos sucessos ao mesmo tempo na música brasileira. Os primeiro e o segundo lugares ficaram com Roberto Carlos, com “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”, de 1967 (com sucessos como “Eu Sou Terrível”, “Quando” e “Como É Grande O Meu Amor Por Você”) e “Roberto Carlos”, de 1977 (com sucessos como “Amigo”, “Outra Vez”, “Cavalgada”, “Falando Sério” e “Jovens Tardes de Domingo”). Ainda nesse ano, chegou a um acordo com o maestro Sebastião Braga, que o acusava de plagiar uma canção sua.[24]. Apesar do sucesso de vendas, os trabalhos recentes de Roberto Carlos continuam a desagradar à crítica, que o considera repetitivo. Ainda naquele ano, recebeu uma indicação e venceu o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Romântica, pelo álbum “Pra Sempre Ao Vivo no Pacaembu”.[25]
A polêmica biografia de RC, à venda mesmo depois da apreensão judicial (foto de André Oliveira/flickr)
A polêmica biografia de RC, à venda mesmo depois da apreensão judicial (foto de André Oliveira/flickr)

Em dezembro de 2006, foi lançado “Duetos”, CD com 14 faixas e DVD com 16 números, que apresentava momentos tirados dos especiais gravados para a Rede Globo desde a década de 1970. No mesmo período, a Editora Planeta lançou o livro “Roberto Carlos Em Detalhes”, de Paulo Cesar de Araújo[26], uma biografia não-autorizada sobre o cantor, resultado de uma pesquisa ao longo de 16 anos e reuniu depoimentos de cerca de 200 pessoas participaram da trajetória Roberto.[27] Roberto Carlos repudiou a publicação, alegando haver nela inverdades, e anunciou sua intenção de retirar de circulação a obra.Ainda neste ano Roberto Carlos ganha o Grammy Latino como melhor álbum de música romântica (Album “Roberto Carlos” 2005)

Em janeiro de 2007, o cantor fez uma viagem para a Espanha, onde gravou seu primeiro álbum em espanhol em uma década. A Justiça deu ganho de causa a Roberto Carlos e o livro “Roberto Carlos em Detalhes” foi retirado das lojas ao final de fevereiro de 2007.[28] Em 27 de abril de 2007, após longa audiência no Forum Criminal da Barra Funda, em São Paulo, foi determinado o recolhimento de todos os exemplares do livro.[29] Em junho, fez apresentações no Canecão. Além da participações especiais do cantores Gilberto Gil e Zeca Pagodinho, dos jornalistas Nelson Motta e Leda Nagle e atores e atrizes consagrados, o repertório do show contou com a íntegra de “É Preciso Saber Viver”, canção em que o cantor há muito tempo se recusava a cantar o verso “se o bem e o mal existe”, em função do TOC (Transtorno Compulsivo-Obsessivo), de que falou descontraído e apontando melhoras. No final de julho, Roberto Carlos submeteu-se a uma cirurgia plástica para corrigir uma cicatriz do lado direito do pescoço, resultado de um acidente de carro que o cantor sofreu em julho de 1964, em Três Rios (Minas Gerais) – quando o automóvel que o ele dirigia capotou e Roberto levou 16 pontos[30].

[editar] Discografia

[editar] Compactos
Ano Título Canções
1959 Roberto Carlos João e Maria / Fora do Tom
1960 Roberto Carlos Canção de Amor Nenhum / Brotinho Sem Juízo
1961 Roberto Carlos Louco Por Você / Não é Por Mim
1962 Roberto Carlos Fim de Amor / Malena
1962 Roberto Carlos Susie / Triste e Abandonado
1963 Roberto Carlos Splish, Splash / Baby, Meu Bem
1964 Roberto Carlos Parei Na Contramão / Na Lua Não Há
1964 Roberto Carlos É Proibido Fumar / Minha História de Amor

[editar] Álbuns
Ano Título Canções
1961 Louco por Você Não é Por Mim / Olhando Estrelas (Look For a Star) / Só Você / Mr. Sandman / Ser Bem / Chore Por Mim (Cry Me A River) / Louco Por Você (Careful, Careful) / Linda / Chorei / Se Você Gostou / Solo Per Te / Eternamente (Forever)
1963 Splish Splash Parei Na Contramão / Quero Me Casar Contigo / Splish Splash / Só Por Amor / Não Lua Não Há / É Preciso Ser Assim / Onde Anda O Meu Amor / Nunca Mais Te Deixarei / Professor de Amor (I Gotta Know) / Baby, Meu Bem / Oração de Um Triste / Relembrando Malena
1964 É Proibido Fumar É Proibido Fumar / Um Leão Está Solto Nas Ruas / Rosinha / Broto Do Jacaré / Jura-Me / Meu Grande Bem / O Calhambeque (Road Hog) / Minha História de Amor / Nasci Para Chorar (Born To Cry) / Amapola / Louco Não Estou Mais / Desamarre O Meu Coração (Unchain My Heart)
1964 Roberto Carlos Canta A La Juventud Es Prohibido Fumar / Un Leon Se Escapo / Rosa, Rosita / La Chica Del Gorro / Jurame / Mi Gran Amor / Mi Cacharrito / Mi Historia de Amor / Naci Pra Llorar / Amapola / Loco No Soy Mas / A Beira Do Pantanal
1965 Roberto Carlos Canta Para A Juventude História de Um Homem Mau (Ol’Man Mose) / Noite de Terror / Como É Bom Saber / Os Sete Cabeludos / Parei… Olhei / Os Velhinhos / Eu Sou Fã Do Monoquíni / Aquele Beijo Que Te Dei / Brucutu (Alley-Oop) / Não Quero Ver Você Triste / A Garota Do Baile / Rosita
1965 Jovem Guarda Quero Que Vá Tudo Pro Inferno / Lobo Mau (The Wanderer) / Coimbra / Sorrindo Para Mim / O Feio / O Velho Homem Do Mar / Eu Te Adoro Meu Amor / Pega Ladrão / Gosto Do Jeitinho Dela / Escreva Uma Carta Meu Amor / Não É Papo Pra Mim / Mexerico Da Candinha
1966 Roberto Carlos Eu Te Darei O Céu / Nossa Canção / Querem Acabar Comigo / Esqueça (Forget Him) / Negro Gato / Eu Estou Apaixonado Por Você / Namoradinha de Um Amigo Meu / O Gênio / Não Precisas Chorar / É Papo Firme / Esperando Você / Ar de Bom Moço
1967 Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura Eu Sou Terrível / Como É Grande O Meu Amor Por Você / Por Isso Corro Demais / Você Deixou Alguém A Esperar / de Que Vale Tudo Isso / Folhas de Outono / Quando / É Tempo de Amar / Você Não Serve Pra Mim / E Por Isso Estou Aqui / O Sósia / Só Vou Gostar de Quem Gosta de Mim
1968 O Inimitável E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só / Ninguém Vai Tirar Você de Mim / Se Você Pensa / É Meu, É Meu, É Meu / Quase Fui Lhe Procurar / Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo / As Canções Que Você Fez Pra Mim / Nem Mesmo Você / Ciúme de Você / Não Há Dinheiro Que Pague / O Tempo Vai Apagar / A Madrasta
1969 Roberto Carlos As Flores Do Jardim Da Nossa Casa / Aceito Seu Coração / Nada Vai Me Convencer / Do Outro Lado Da Cidade / Quero Ter Você Perto de Mim / Diamante Cor-de-Rosa / Não Vou Ficar / As Curvas Da Estrada de Santos / Sua Estupidez / Oh, Meu Imenso Amor / Não Adianta / Nada Tenho A Perder
1970 Roberto Carlos Ana / Uma Palavra Amiga / Vista A Roupa Meu Bem / Meu Pequeno Cachoeiro (Meu Cachoeiro) / O Astronauta / Se Eu Pudesse Voltar No Tempo / Preciso Lhe Encontrar / Minha Senhora / Jesus Cristo / Pra Você / 120…150…200 Km Por Hora / Maior Que O Meu Amor
1971 Roberto Carlos Detalhes / Como Dois E Dois / A Namorada / Você Não Sabe O Que Vai Perder / Traumas / Eu Só Tenho Um Caminho / Todos Estão Surdos / Debaixo Dos Caracóis Dos Seus Cabelos / Se Eu Partir / I Love You / de Tanto Amor / Amada, Amante
1972 Roberto Carlos À Janela / Como Vai Você / Você É Linda / Negra / Acalanto / Por Amor / À Distância / A Montanha / Você Já Me Esqueceu / Quando As Crianças Saíres de Férias / O Divã / Agora Eu Sei
1973 Roberto Carlos A Cigana / Atitudes / Proposta / Amigos, Amigos / O Moço Velho / Palavras / El Dia Que Me Quieras / Não Adianta Nada / O Homem / Rotina
1974 Roberto Carlos Despedida / Quero Ver Você de Perto / O Portão / Ternura Antiga / Você / É Preciso Saber Viver / Eu Quero Apenas / Jogo de Damas / Resumo / A Deusa Da Minha Rua / A Estação / Eu Me Recordo (Yo Te Recuerdo)
1975 Roberto Carlos Quero Que Vá Tudo Pro Inferno / O Quintal Do Vizinho / Inolvidable / Amanheceu / Existe Algo Errado / Olha / Além Do Horizonte / Elas Por Elas / Desenhos Na Parede / Seu Corpo / El Humahuaqueño / Mucuripe
1976 San Remo 1968 Canzone Per Te / Eu Daria A Minha Vida / Maria, Carnaval E Cinzas / Você Me Pediu / Com Muito Amor E Carinho / Sonho Lindo / Un Gatto Nel Blu / O Show Já Terminou / Ai Que Saudades Da Amélia / Custe O Que Custar / Eu Amo Demais / Eu Disse Adeus
1976 Roberto Carlos Ilegal, Imoral Ou Engorda / Os Seus Botões / O Progresso / Preciso Chamar Sua Atenção / O Dia-A-Dia / Pelo Avesso / Você Em Minha Vida / A Menina e o Poeta / Comentários / Minha Tia / Um Jeito Estúpido de Te Amar / Por Motivo de Força Maior
1977 Roberto Carlos Amigo / Nosso Amor / Falando Sério / Muito Romântico / Solamente Una Vez / Ternura (Somehow It Got To Be Tomorrow) (Today) / Cavalgada / Não Se Esqueça de Mim / Jovens Tardes de Domingo / Pra Ser Só Minha Mulher / Outra Vez / Sinto Muito, Minha Amiga
1978 Roberto Carlos Fé / A Primeira Vez / Mais Uma Vez / Lady Laura / Vivendo Por Viver / Música Suave / Café Da Manhã / Tente Esquecer / Força Estranha / Por Fin Mañana / Todos Os Meus Rumos
1980 Roberto Carlos A Guerra Dos Meninos / O Gosto de Tudo / A Ilha / Eu Me Vi Tão Só / Passatempo / Não Se Afaste de Mim / Procura-se / Amante à Moda Antiga / Tentativa / Confissão
1981 Roberto Carlos Ele Está Pra Chegar / Simples Mágica / As Baleias / Tudo Pára / Doce Loucura / Cama E Mesa / Emoções / Quando O Sol Nascer / Eu Preciso de Você / Olhando Estrelas
1982 Roberto Carlos Amiga / Coisas Que Não Se Esquece / Fim de Semana / Pensamentos / Quantos Momentos Bonitos / Meus Amores Da Televisão / Fera Ferida / Como é Possível / Recordações / Como Foi
1983 Roberto Carlos O Amor é a Moda / Recordações e Mais Nada / Estou Aqui / Preciso de Você / Me Disse Adeus / Você Não Sabe / O Côncavo e o Convexo / No Mesmo Verão / Perdoa / A Partir Desse Instante
1984 Roberto Carlos Coração / Eu e Ela / Aleluia / Lua Nova / Cartas de Amor (Love Letters) / Caminhoneiro (Gentle On My Mind) / Eu Te Amo (And I Love Hair) / Sabores / As Mesmas Coisas
1985 Roberto Carlos Verde e Amarelo / de Coração Pra Coração / Só Vou Se Você For / Paz Na Terra / Contradições / Pelas Esquinas de Nossa Casa / Símbolo Sexual / A Atriz / Você Na Minha Mente / Da Boca Pra Fora
1986 Roberto Carlos Apocalipse / Do Fundo Do Meu Coração / Amor Perfeito / Quando Vi Você Passar / Eu Sem Você / Nêga / O Nosso Amor / Tente Viver Sem Mim / Aquela Casa Simples / Eu Quero Voltar Pra Você
1987 Roberto Carlos Tô Chutando Lata / Menina / Águia Dourada / Coisas Do Coração / Canção Do Sonho Bom / O Careta* / Antigamente Era Assim / Ingênuo e Sonhador / Aventuras / Todo Mundo Está Falando (Everybody’s Talking)

* * A canção foi retirada da discografia depois que ela se tornou objeto de um processo de plágio movido por Sebastião Braga, que alegou que sua melodia era semelhante à da canção Loucuras de amor, de sua autoria. Após anos de processo, houve um acordo entre ambas as partes, e Roberto Carlos aceitou pagar a quantia de 320 mil reais a Sebastião, além de em novas edições do disco, aparecer o crédito dele na co-autoria. Na caixa Pra sempre – Anos 80 esta canção foi suprimida do disco de 1987. Sebastião Braga faleceu em 2005.

1988 Roberto Carlos Abertura [instrumental] / Proposta / Emoções / Lobo Mau (The Wanderer) / Eu Sou Terrível / Amante à Moda Antiga / Canzone Per Te / Outra Vez / Seu Corpo / Café da Manhã / Os Seus Botões / Falando Sério / O Côncavo e o Convexo / Eu e Ela / Detalhes / Imagine / Ele Está Pra Chegar
1988 Roberto Carlos Se Diverte e Já Não Pensa Em Mim / Todo Mundo É Alguém / Se Você Disse Que Não Me Ama / Como as Ondas Do Mar / Se O Amor Se Vai (Si El Amor Se Va) / Papo de Esquina / Eu Sem Você / O Que é Que Eu Faço / Toda Vã Filosofia / Volver
1989 Roberto Carlos Na Paz Do Seu Sorriso / Abandono / O Ano Passado / Esta Tarde Vi Llover / Me Conta A Sua História / Desabafo / Voltei Ao Passado / Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo / Costumes / Às Vezes Penso
1989 Roberto Carlos Amazônia / Tolo / O Tempo e o Vento / Se Você Me Esqueceu (Si Me Vas a Olvidar) / Pássaro Ferido / Nem Às Paredes Confesso / Só Você Não Sabe / Sonrie (Smile) / Se Você Pretende
1990 Roberto Carlos Super Herói / Meu Ciúme / Por Ela (Por Ella) / Pobre de Quem Me Tiver Depois de Você / Cenário / Quero Paz / Um Mais Um / Porque a Gente se Ama / Como as Ondas Voltam Para o Mar / Mujer
1991 Roberto Carlos Todas as Manhãs / Primeira Dama / Se Você Quer (Si Piensas… Si Quieres) / Não Me Deixe / Oh, Oh, Oh, Oh / Luz Divina / Pergunte Pro Seu Coração / Diga-Me Coisas Bonitas / Mudança
1992 Roberto Carlos Você é Minha / Mulher Pequena / de Coração / Você Como Vai? (E Tu Como Stai?) / Dito e Feito / Herói Calado / Eu Preciso Desse Amor / Você Mexeu Com a Minha Vida / Dizem Que Um Homem Não Deve Chorar (Nova Flor / Los Hombres No Deben Llorar) / Una En Un Millón
1992 Roberto Carlos Emoções / Detalhes / Outra Vez / Os Seus Botões / Proposta / Ele Está Pra Chegar / O Portão / Falando Sério / Cavalgada / Café Da Manhã / Desabafo / Eu e Ela
1993 Inolvidables Amigo (Amigo) / Desahogo (Desabafo) / Un Millon de Amigos (Eu Quero Apenas) / Inolvidable / La Distancia (A Distância) / Lady Laura (Lady Laura) / Propuesta (Proposta) / Amante A La Antiga (Amante à Moda Antiga) / El Dia Que Me Quieras / Amada, Amante (Amada, Amante)
1993 Roberto Carlos O Velho Caminhoneiro / Coisa Bonita / Hoje é Domingo / Obsessão / Nossa Senhora / Tanta Solidão / Se Você Pensa / Parabéns / Mis Amores
1994 Roberto Carlos Alô / Quero Lhe Falar Do Meu Amor / O Taxista / Custe O Que Custar / Jesus Salvador / Meu Coração Ainda Quer Você / Quando a Gente Ama / Silêncio / Eu Nunca Amei Alguém Como Eu Te Amei
1995 Roberto Carlos Amigo Não Chore Por Ela / O Charme dos Seus Óculos / O Coração Não Tem Idade / Pra Ficar Com Você / Quando Eu Quero Falar com Deus / Romântico / Nunca Te Esqueci / Quase Fui Lhe Procurar / Sonho de Amor
1996 Roberto Carlos Mulher de 40 / Cheirosa / Quando Digo Que Te Amo / Amor Antigo / Como e Grande o Meu Amor Por Você / O Terço / Tem Coisas Que a Gente Não Tira Do Coração / Comandante Do Seu Coração / Assunto Predileto / O Homem Bom
1997 Canciones Que Amo Abrázame Asi / Adios / Niña / Las Muchachas de La Plaza España / El Manicero / Coração de Jesus / Mi Carta / Esta Tarde Vi Llover / Insensatez / Se Me Olvido Otra Vez
1998 Roberto Carlos Meu Menino Jesus / O Baile Da Fazenda / Eu Te Amo Tanto / Vê Se Volta Pra Mim / de Tanto Amor / Debaixo dos Caracóis de Seus Cabelos / Nossa Canção / Amada, Amante / Falando Sério / Outra Vez
1999 Mensagem Jesus Cristo / Nossa Senhora / Luz Divina / O Terço / Jesus Salvador / Aleluia / Fé / A Montanha / Estou Aqui / Ele Está Pra Chegar / Quando Eu Quero Falar Com Deus / Coração de Jesus
1999 Grandes Sucessos Disco 1: Todas As Nossas Senhoras / Detalhes /Lady Laura / Quando Eu Quero Falar Com Deus / Como É Grande O Meu Amor Por Você / O Calhambeque (Road Hog) / Não Quero Ver Você Triste / Nossa Senhora / Debaixo Dos Caracóis de Seus Cabelos / O Portão / Fera Ferida / Como Vai Você / Proposta / Cavalgada / Outra Vez
Disco 2: Eu Te Amo Tanto / Jesus Salvador / Quero Lhe Falar Do Meu Amor / Emoções / Amigo (Amigo) / Caminhoneiro / Falando Sério / Desabafo / Amada, Amante (Amada, Amante) / Assunto Predileto / Café Da Manhã / Mulher de 40 / Alô / Aleluia / Canzone Per Te
2000 Grandes Canciones Disco 1: Emociones (Emoções) / Detalles (Detalhes) / Jesucristo (Jesus Cristo) / Un millón de amigos (Eu Quero Apenas) / La distancia (A Distância) / El día que me quieras / Que será de ti (Como Vai Você) / Propuesta (Proposta) / Amada, Amante / La paz de tu sonrisa (Na Paz Do Teu Sorriso) / Cama y Mesa (Cama e Mesa) / Desahogo (Desabafo) / Si el amor se va / Desayuno (Café da Manhã) / No te apartes de mi (Não Se Afaste de Mim)
Disco 2: Luz Divina / Amigo / Lady Laura / Mujer Pequeña (Mulher Pequena) / La montaña (A Montanha) / Amante a la antigua (Amante à Moda Antiga) / Abrázame Así / Esta tarde vi llover / Símbolo sexual (Símbolo Sexual) / Por ella / El gato que está triste y azul (Un gatto nel blu) / Tengo que olvidar / Cóncavo y convexo (O Côncavo e o Convexo) / El amor y la moda (O Amor e a Moda) / Camionero (Caminhoneiro)
2000 Amor Sem Limite O Grande Amor Da Minha Vida / Amor Sem Limite / O Grude (Um Do Outro) / O Amor É Mais / Eu Te Amo Tanto / Tudo / Tu És a Verdade, Jesus / Mulher Pequena / Quando Digo Que Te Amo / Momentos Tão Bonitos
2001 Acústico MTV Além Do Horizonte / As Curvas Da Estrada de Santos / Parei Na Contramão / Detalhes / Por Isso Corro Demais / É Proibido Fumar / Todos Estão Surdos / Eu Te Amo Tanto / O Grude (Um Do Outro) / Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo / O Calhambeque (Road Hog) / É Preciso Saber Viver / Emoções / Jesus Cristo
2002 Roberto Carlos Seres Humanos (ao vivo) / Emoções (ao vivo) / Como É Grande O Meu Amor Por Você (ao vivo) / Amor Perfeito (ao vivo) / Parei Na Contramão (ao vivo) / Força Estranha (ao vivo) / E Por Isso Estou Aqui (ao vivo) / Proposta (ao vivo) / Luz Divina (ao vivo) / Eu Te Amo Tanto (ao vivo) / Amor Sem Limite [versão ao vivo] / Jesus Cristo (ao vivo) / Se Você Pensa (Memê Super Club Mix 2002) / O Calhambeque (Road Hog) [remix]
2003 Pra Sempre Pra Sempre / Todo Mundo Me Pergunta / Acróstico / Com Você / O Encontro / Como Eu Te Amo / O Cadillac / Seres Humanos / História de Amor / Eu Vou Sempre Amar Você
2004 Pra Sempre Ao Vivo Emoções / Café da Manhã / Ilegal, Imoral ou Engorda / O Calhambeque / O Cadillac / Acróstico / Olha / Os Seus Botões / Outra Vez / Pra Sempre / Cavalgada
2005 Roberto Carlos Promessa / A Volta / O Amor é Mais / Arrasta uma Cadeira / O Baile da Fazenda / Coração Sertanejo / Índia / Meu Pequeno Cachoeiro / Loving You

[editar] Filmografia
Ano[31] Título Direção
1958 Agüenta O Rojão Watson Macedo
1958 Alegria de Viver Watson Macedo
1958 Minha Sogra é da Policia Aloísio de Carvalho
1961 Esse Rio que Eu Amo Carlos Hugo Christensen
1966(*) SSS Contra a Jovem Guarda Luís Sérgio Person
1968 Roberto Carlos em Ritmo de Aventura Roberto Farias
1970 Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa Roberto Farias
1971 Som Alucinante Carlos Augusto de Oliveira
1972 Roberto Carlos a 300 Quilômetros Por Hora Roberto Farias
1974 Saravá, Brasil dos Mil Espíritos Miguel Schneider
2007 Person Marina Person

(*) filme inacabado

[editar] Curiosidades

* O primeiro especial natalino de Roberto Carlos teve como convidados Erasmo Carlos, Antônio Marcos e o ator Paulo Gracindo. De lá pra cá, o programa recebeu nomes como Maria Bethânia, Tom Jobim, Chico Buarque, Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Leandro e Leonardo, dentre outros. Em 2006, alguns destes encontros foram reunidos no CD e no DVD “Duetos”, lançado no fim do ano.
* Em seu repertório, Roberto Carlos homenageou seus pais (Lady Laura e Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo) e seus filhos (As Flores do Jardim da Nossa Casa, Quando As Crianças Saírem de Férias e Fim de Semana). Além de Dudu e Luciana, Roberto assumiu como filha Ana Paula, filha do primeiro casamento de Nice. No ano de 1996, o cantor descobriu, através de teste de paternidade, que é pai de Rafael, filho dele com uma fã de Minas Gerais. Rafael Braga tentou carreira como cantor, e chegou a cantar com o pai no especial daquele ano. Os dois interpretaram a canção As Curvas da Estrada de Santos.
* Alguns artistas já fizeram participações em discos de Roberto Carlos. Além do parceiro Erasmo Carlos (em “Papo De Esquina” de 1988), já gravaram com o cantor Maria Bethânia (em Amiga, de 1982), Fafá de Belém (em Se Você Quer, de 1991) e a Chitãozinho e Xororó (em “Arrasta uma Cadeira”, de 2005). Já Roberto fez participações em discos de Erasmo, Ângela Maria, Balão Mágico e de Chitãozinho e Xororó.
* Lançou em Abril de 2008 Eau de Toilette “Emoções”, da Racco cosméticos, seu primeiro produto assinado.

Notas e referências

1. ↑ ARAÚJO, Paulo Cesar de. Roberto Carlos Em Detalhes. Capítulo 1. (Editora Planeta)
2. ↑ ARAÚJO, PAULO CÉSAR, Roberto Carlos Em Detalhes, Editora Planeta, 2006, páginas 269-271
3. ↑ ARAÚJO, PAULO CÉSAR, Roberto Carlos Em Detalhes, Editora Planeta, 2006, páginas 274-276
4. ↑ RC Em Detalhes
5. ↑ Hot 100 Brasil
6. ↑ Sem Perder A Majestade – Correio Braziliense, 19 de abril de 2001
7. ↑ Morre Maria Rita, mulher de Roberto Carlos – Folha de S.Paulo, 21 de dezembro de 1999
8. ↑ Um Natal sem Roberto Carlos – Revista Época, 27 de dezembro de 1999
9. ↑ Roberto Carlos faz show depois de um ano de luto – Folha Online, 11 de novembro de 2000
10. ↑ Folha Online, 13 de novembro de 2000
11. ↑ Roberto Carlos chega hoje às lojas com 2 milhões de CDs vendidos – Folha Online, 18 de dezembro de 2000
12. ↑ Nas paradas da AM ou não, Roberto Carlos faz CD para quem ama – Folha Online, 19 de dezembro de 2000
13. ↑ Cantor Roberto Carlos move ação contra a Sony e pede rescisão de contrato – Folha de S.Paulo, 20 de dezembro de 2000
14. ↑ Roberto Carlos rompe relações com a Sony – Revista Época, 25 de dezembro de 2000
15. ↑ Roberto Carlos recebe indenização da Sony – Folha Online, 20 de fevereiro de 2001
16. ↑ Roberto Carlos grava dezessete canções para o “Acústico MTV” – Folha de S.Paulo, 19 de maio de 2001
17. ↑ MTV cede às exigências da Globo para gravar acústico – Folha Online, 10 de maio de 2001
18. ↑ Ninguém vai exibir “Acústico MTV” com Roberto Carlos; CD será vendido – Folha Online, 10 de maio de 2001
19. ↑ Roberto e Erasmo são condenados por plágio – Folha de S.Paulo, 01 de fevereiro de 2002
20. ↑ Em DVD, Roberto Carlos mostra o que fez somente para a MTV – Folha Online, 10 de junho 2002
21. ↑ Cantando Jesus Cristo, Roberto Carlos encerra show no Aterro – Jornal do Brasil, 17 de novembro de 2002
22. ↑ “Vou me curar” – Revista Veja, 4 de novembro de 2004
23. ↑ “Fé não move a montanha”, diz Roberto Carlos – Folha de S.Paulo, 11 de dezembro de 2004
24. ↑ Roberto Carlos faz acordo em caso de plágio – Folha Online, 02 de abril de 2005
25. ↑ Roberto Carlos e Ivete Sangalo estão entre os premiados do Grammy latino “brasileiro” – UOL Música, 4 de novembro de 2005
26. ↑ “Roberto Carlos Em Detalhes”, de Paulo Cesar de Araujo
27. ↑ “Roberto Carlos em Detalhes” analisa trajetória do Rei – Folha de S.Paulo, 02 de dezembro de 2006
28. ↑ Juiz manda interromper venda de biografia não-autorizada de Roberto Carlos – Folha Online, 23 de fevereiro de 2007
29. ↑ Editora aceita recolher livro de Roberto Carlos, que desiste de indenização – G1, 27 de abril de 2007
30. ↑ Portal G1, 10 de agosto de 2007
31. ↑ Filmografia de Roberto Carlos – Adoro Cinema

* Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira
* Página web oficial do cantor

Ligações externas
Wikiquote
O Wikiquote tem uma coleção de citações de ou sobre: Roberto Carlos.

* Página oficial
* Portal Clube do Rei
* Perfil e vídeos de Roberto Carlos no Estrelato.com
* Casa de Roberto Carlos, história do cantor na sua cidade natal
* Saiba mais sobre a vida e carreira de Roberto Carlos Revista Época
* Segredos do Rei Revista IstoÉ
* Crítica de Joaquim Ferreira dos Santos no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira
* “Roberto Carlos em Detalhes”, de Paulo Cesar de Araujo, biografia não-autorizada de Roberto Carlos
* Roberto Carlos – Biografia na Whiplash

BIOGRAFIAS

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Roberto Carlos
Álbuns: Louco por Você (1961) | Splish Splash (1963) | É Proibido Fumar (1964) | Canta Para A Juventude (1965) | Jovem Guarda (1965) | Roberto Carlos (1966) | Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura (1967) | O Inimitável (1968) | Roberto Carlos (1969) | Roberto Carlos (1970) | Roberto Carlos (1971) | Roberto Carlos (1972) | Roberto Carlos (1973) | Roberto Carlos (1974) | Roberto Carlos (1975) | San Remo 1968 (1976) | Roberto Carlos (1976) | Roberto Carlos (1977) | Roberto Carlos (1978) | Roberto Carlos (1979) | Roberto Carlos (1980) | Roberto Carlos (1981) | Roberto Carlos (1982) | Roberto Carlos (1983) | Roberto Carlos (1984) | Roberto Carlos (1985) | Roberto Carlos (1986) | Roberto Carlos (1987) | Roberto Carlos (1988) | Roberto Carlos (1989) | Roberto Carlos (1990) | Roberto Carlos (1991) | Roberto Carlos (1992) | Roberto Carlos (1993) | Roberto Carlos (1994) | Roberto Carlos (1995) | Roberto Carlos (1996) | Canciones Que Amo (1997) | Roberto Carlos (1998) | Amor Sem Limite (2000) | Roberto Carlos (2002) | Pra Sempre (2003) | Roberto Carlos (2005)
EPs: João e Maria / Fora do Tom (1959) | Canção de Amor Nenhum / Brotinho Sem Juízo (1960) Louco Por Você / Não é Por Mim (1961) | Fim de Amor / Malena (1962) | Susie / Triste e Abandonado (1962) | Splish, Splash / Baby, Meu Bem (1963) | Parei Na Contramão / Na Lua Não Há (1964) | É Proibido Fumar / Minha História De Amor (1964) |
Álbuns ao vivo: Roberto Carlos (1988) | Acústico MTV Roberto Carlos (2001) | Pra Sempre Ao Vivo (2004)
Coletâneas: Canta A La Juventud (1965) | Roberto Carlos (1992) | Inolvidables (1993) | Mensagens (1999) | Grandes Sucessos (1999) | Grandes Canciones (2000)
VHS e DVDs: Acústico MTV Roberto Carlos (2002) | Pra Sempre Ao Vivo (2004)
Filmes: SSS Contra a Jovem Guarda (1966) | Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968) | Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa (1970) | Roberto Carlos a 300 Quilômetros Por Hora (1972)
Artigos relacionados: Erasmo Carlos

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *