A musa russa das quadras de tennis

Maria Yuryevna Sharapova, em russo Мари́я Ю́рьевна Шара́пова, (Nyagan, 19 de abril de 1987) é uma jogadora profissional de tênis da Rússia. Seus pais são de Homiel, Bielorrússia, mas mudaram-se para Rússia em 1986 logo após o acidente nuclear de Chernobil, cidade ucraniana vizinha.[1]


Em janeiro de 2010, a tenista voltou a ser a desportista mais bem paga do mundo, ao renovar o seu contrato aoa marca de artigos desportivos Nike, no valor de 70 milhões de dólares (cerca de 48 milhões de euros).


2011


Maria Sharapova iniciou o ano como nº 14 do ranking da WTA. Sua estréia em 2011 foi no Torneio de Auckland, onde chegou às quartas-de-final e perdeu para Greta Arn por 6-2 7-5. No primeiro Grand Slam do ano, o Aberto da Austrália, Sharapova venceu suas três primeiras partidas, mas acabou sendo eliminada na quarta rodada pela alemã Andrea Petkovic, atual número 30 do ranking, em 2 sets a 0 aoparciais de 6-2 e 6-3.


Em Indian Wells, Sharapova chega à semifinal onde perde para Caroline Wozniacki por 6-1 6-2, em Miami Maria chega a primeira final do ano, mas é superada por Victoria Azarenka por 6-1,6-4.


A temporada no saibro começou no Torneio de Madrid, onde jogou pela primeira vez na carreira. Sharapova teve muita dificuldade nos dois primeiros jogos, acabando por ser eliminada nas oitavas-de-final pela eslovaca Dominika Cibulkova. [9] Em Roma Maria conquista seu terceiro titulo no saibro, primeiro do ano e 23º da carreira ao derrotar Samantha Stosur por 2 sets a 0, aoparciais de 6-2, 6-4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *