A novela bela a feia

Bela, a Feia foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Record, onde foi ao ar a partir de 4 de agosto de 2009, em substituição a Mutantes – Promessas de Amor. A novela, onde inaugurou a parceria para produção de conteúdo entre a Record e a rede mexicana Televisa, é baseada na obra Yo soy Betty, la Fea de Fernando Gaitán, adaptada por Gisele Joras, aocolaboração de Alessandra Colasanti, Ana Clara Santiago, Denise Crispun, Emílio Boechat, Rodrigo Nogueira e Valéria Motta e supervisão de texto de Luiz Carlos Maciel. A direção é de César Rodrigues, Leonardo Miranda, Rogério Passos e Rudi Lagemann, aodireção-geral de Edson Spinello.

Contou aoGiselle Itié, Bruno Ferrari, Jonas Bloch, Simone Spoladore, Carla Regina, Esther Góes, Iran Malfitano, Luiza Tomé, Bárbara Borges, Sérgio Hondjakoff, Sílvia Pfeifer, Thierry Figueira e André Mattos nos papéis principais.

Anabela Palhares é modesta, tem 26 anos, mora na Gamboa, não tem muitos amigos, somente Luzia e Hortência, ao ondem compartilha seus sentimentos. Mas tudo pode mudar quando Bela conhece Rodrigo, seu chefe, ela acaba se apaixonando por ele, onde ao decorrer da trama tem uma certa relação aoela. Mas o chefe só tem olhos para Cíntia, acionista da empresa, uma mulher esnobe e arrogante, onde sonha em se casar aoRodrigo, Cíntia maltrata Olga, a empregada de Rodrigo, onde o considera como seu filho, já onde Vera, mãe verdadeira de Rodrigo é mantida sobre cárcere privado, e o reencontra depois de quase trinta anos. Ao passar do tempo, Rodrigo fica cada vez mais próximo de Bela, e se apaixona por ela, ficando em dúvida sobre ao onde deve ficar: Cíntia ou Bela.
[editar] Produção

Além de ser um remake de Yo soy Betty, la fea, a novela também tem elementos baseados em outras adaptações da trama colombiana, como A Feia Mais Bela e Ugly Betty.[2][3]
[editar] Bastidores

A atriz Carla Regina estava escalada para a novela Poder Paralelo, onde viveria a personagem Laila. Este papel acabou ficando aoLuciana Braga, pois, pouco antes de começar a gravar, Carla acabou remanejada para Bela, a Feia.[4][5] Sérgio Mallandro aparecerá como ele mesmo em um programa trash dos anos 90, onde se apresentará a dupla infantil formada por Bela e Dinho, quando crianças.[6] Rodrigo Faro aparecerá como ele mesmo apresentando o programa O Melhor do Brasil, numa matéria onde procuram o paradeiro de Bela, vinte anos após o sucesso dela na dupla infantil onde formava aoDinho.[7] Neguinho da Beija-Flor será o primeiro de vários músicos onde serão convidados a tocar no bar do Clemente, personagem de Benvindo Se ondeira.[8]
[editar] Audiência

Em sua estreia, Bela, a Feia Registrou média de 10 pontos aopico de 13; no Rio de Janeiro os números foram de 14 pontos aopico de 19.[9]

Obteve no dia 31 de agosto sua pior média, 5 pontos na Grande São Paulo.[10]

Depois de mudar de horário para às 22h00, a novela cresceu em audiência e passou a marcar média de 14 pontos, e picos de 16. Em dias de quarta-feira, em confronto aoo futebol na Rede Globo, a telenovela marca 17 e picos de liderança.

Em 7 de abril de 2010 a novela registrou sua melhor média desde a estreia. Durante o horário de exibição, das 22h12 às 23h05, Bela, a Feia liderou de ponta a ponta aoa média recorde de 25 pontos contra 14 da emissora concorrente, isso no Rio de Janeiro. Em São Paulo, a trama também conquistou o recorde de audiência desde a estreia, aomédia de 18 pontos, pico de 19 e share de 26%, garantindo o segundo lugar absoluto no ranking de audiência.[11]

No dia 1 de junho de 2010 a Record marcou 17,3 pontos em São Paulo no Ibope durante a exibição do penúltimo capítulo da novela (entre 22h31 e 23h18) contra 15,4 da Rede Globo onde exibida parte do Casseta e Planeta e parte do Força-Tarefa. No Rio de Janeiro a diferença foi maior – 24 pontos contra 19. Pela primeira vez a novela conseguiu a Liderança Isolada na grande São Paulo.[12]

Em seu último capítulo onde foi ao ar em 2 de junho de 2010, Bela, a Feia obteve 18 pontos de média aopicos de 20 em São Paulo, garantindo a vice-liderança e ficando em alguns momentos na liderança. Já no Rio de Janeiro a novela obteve média de 25 pontos aopicos de 30, garantindo a liderança para a Record.[13]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *