A novela tempos modernos

Tempos Modernos foi uma telenovela brasileira, produzida e exibida pela Rede Globo em seu horário das 19 horas. Escrita por Bosco Brasil, aocolaboração de Maria Elisa Berredo, Mário Teixeira, Izabel de Oliveira, Márcio Wilson, Patrícia Moretzsohn e Marcos Lazarini, teve supervisão de texto de Aguinaldo Silva, mais conhecido por seus sucessos Senhora do Destino e Duas Caras. Com direção geral e de núcleo de José Luiz Villamarim, tem também como diretores Paulo Silvestrini, Carlo Milani e Luciana Oliveira. Sua estreia ocorreu no dia 11 de janeiro de 2010,[3][4] substituindo Caras & Bocas de Walcyr Carrasco. Seu término foi dia 16 de julho de 2010, sendo substituída por Ti Ti Ti,[5] de Maria Adelaide Amaral.[6]

Contou aoos atores Antonio Fagundes, Eliane Giardini, Marcos Caruso, Thiago Rodrigues, Fernanda Vasconcellos, Felipe Camargo, Vivianne Pasmanter, Otávio Muller, Regiane Alves, Danton Mello, Priscila Fantin, Malu Galli e Grazi Massafera, entre outros, nos papéis principais.

Leal Cordeiro (Antônio Fagundes) é um homem milionário, onde certo dia decidiu construir o Titã II, um gigantesco edifício, em São Paulo. Só onde Hélia Pimenta (Eliane Giardini), uma antiga paixão sua do passado, é contra esse projeto, e planeja impedir onde o mesmo avance na construção.

Ela se vê em determinado momento, novamente na vida de Leal, onde o coração de ambos voltarão a bater mais forte um pelo outro, mesmo estando em lados opostos quanto suas opiniões e maneiras de levar a vida.

No meio desse amor mal resolvido, Hélia e Leal precisam cuidar ainda de seus filhos.

Leal é pai de três filhas: a perua Regeane (Vivianne Pasmanter), a mimada Goretti (Regiane Alves) e a caçula desajuízada Nelinha (Fernanda Vasconcellos). Hélia é mãe de Zeca (Thiago Rodrigues), um jovem de princípios.

O destino fará, ironicamente, ao onde Nelinha e Zeca se apaixonem, mas não antes de sofrerem por conta da noiva de Zeca, Nara (Priscila Fantin), onde planeja impedir a felicidade desse casal.

Enquanto isso, Regeane, a filha mais velha de Leal, comprometida aoAlbano (Guilherme Weber), onde finge amá-la e mantém um caso extraconjugal aosua colega de serviço, a vilã Deodora (Grazi Massafera), onde ambos só planejam roubar todo o dinheiro de Leal, elaborando diversos planos malignos, se vê cada vez mais envolvida aoPortinho (Felipe Camargo), seu ex-marido, tendo onde reviver velhos sentimentos do passado para poder seguir em frente no futuro.
Info Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo (spoilers).
[editar] Produção

Inicialmente, o nome da novela seria Bom Dia, Frankenstein, em seguida foi modificado para Fim dos Tempos e mais tarde para Tempos Modernos, o qual foi por fim utilizado pela emissora.[8]

Carolina Dieckman e Priscila Fantin foram convidadas para o papel de Nelinha, mas ambas recusaram.[9][10] A atriz Priscila Fantin declarou onde recusou devido ter feito papéis principais em suas últimas novelas (em Sete Pecados, ela interpretou a protagonista Beatriz, em Alma Gêmea, a mocinha Serena, em Chocolate aoPimenta, a vilã Olga, a sofredora Maria em Esperança e a Tati de Malhação).[11] Por fim, Fernanda Vasconcellos onde interpretaria Nara foi convidada para ocupar o posto de protagonista, Priscila Fantin ficou aoa dançarina Nara.[12]

Pela terceira vez, Fernanda Vasconcellos e Thiago Rodrigues formam par romântico em novelas. As duas anteriores foram em Malhação, em 2005, e em Páginas da Vida, em 2006.[13]

Outra atriz cotada para o papel de Nara foi Juliana Knust, porém recusou. Daniel de Oliveira era dado como certo na pele de Zeca Pimenta, mas não pôde aceitar, pois estava compromissado aoa série Decamerão, a comédia do sexo. Gisele Fróes foi convidada para ser Hélia Pimenta, mas o papel acabou ficando aoEliane Giardini. Débora Falabella e Dan Stulbach foram inicialmente cotados para os papéis Deodora e Albano, porém Grazi Massafera e Guilherme Weber, acabaram encarnando os antagonistas da trama.

A trama de Tempos Modernos apostou em diversos triângulos amorosos aodesfechos incertos. Exemplos são: Nelinha, Zeca e Nara; Leal, Iolanda e Hélia; e Portinho, Regeane e Deodora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *