Adesivo de fibrina derivado de fração de veneno de cobra





























Autor: Vinicius Augusto Tramontina
[pt] Estudo comparativo do efeito do adesivo de fibrina derivado de fração de veneno de cobra e do adesivo de fibrina humana (Tissucol) no processo de reparação de feridas em palato de coelho
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de Defesa: 2001-01-12
Resumo: [en] Fibrin glue has been used in the medical area for several purposes (SAL TZ et al62. 1989), although in dentistry its use has been limited. Fibrin glue derived from snake venom fraction has been used experimentally in nerve repair in rats with goOO results as a substitute to conventional sutures (IUAN et al34. 1995, VITERBO &SILVA78 1997). The purpose of this work was to evaluate the effect of the fibrin glue ([email protected]) and the fibrin glue derived from snake venom on wound healing after their application on standardized open wounds made in rabbit palate. The lateral closure of the wounds was measured macroscopically using a software to analyze digitized standard photographs at 1, 4 and 7 days afier the surgical procedure. Histological analysis was performed to evaluate epithelial proliferation, development of granulation tissue and macromolecular organization of matrix. Histometric analysis was obtained in order to evaluate the area of birrefringent collagen fibers using a software (KS400) to the measurements. Results showed that both fibrin glues did not induce damage to the tissues. Furthermore, collagen bundles tended to be thicker in fibrin glue groups (TIS=49625.25 pixels2;V.C.=49984.72; Controle=47023.44, Tukey Test. 5%). Macroscopic analysis revealed a tendency for fibrin glue (Tissucol and snake venom derived) treated wounds to heal faster (lateral closure) than control (Tukey 5%). Within the limits of this work, it was possible to conclude that both fibrin glues were biocompatible and presented a positive effect on wound healing UNITERMS: Fibrin glue, Wound healing, animal experiment
[pt] Os adesivos de fibrina humana vêm sendo utilizados em várias áreas da medicina (SAlTZ et a162. 1989), porém, na área odontológica, a sua aplicação ainda é pequena. O adesivo derivado de veneno de cobra tem sido utilizado experimentalmente com sucesso na reparação de nervos periféricos de ratos, em substituição à sutura convencional (IUAN et al34. 1995, VITERBO &SIlVA7a 1997). O presente trabalho comparou o efeito do adesivo convencional ([email protected]) com o do adesivo derivado de veneno de cobra, no processo de reparação de feridas padronizadas em palato de coelho, utilizando as avaliações: macroscópica, histológica (evolução do tecido de granulação), histométrica (área de fibras colágenas birrefringentes, medida em programa analisador de imagens KS400) e ultra-estrutural (dicroísmo), nos períodos de 1, 4, 7,11,15 e 21 dias. Os resultados demonstraram que os adesivos de fibrina não induziram dano tecidual, devido ao grau de organização macromolecular observado, havendo formação de fibras colágenas mais espessas nos grupos tratados com os adesivos e avaliados pela área de fibras colágenas birrefringentes (TIS=49625.25 pixels2;V.C.=49984.72; Controle=47023.44, Teste Tukey 5%). Macroscopicamente houve uma tendência de reparo mais rápido nas feridas tratadas com o uso dos adesivos, no período de 4 Ldias (Tukey 5%). Dentro dos limites desta pesquisa, podemos concluir que o adesivo derivado de V.C. apresentou efeito semelhante ao Tissucol, com melhora no UNITERMOS: Adesivo de fibrina, reparação tecidual, experimento em animal processo de reparação
Titulação: Doutor em Odontologia
Contribuidor(es): Fausto Viterbo
Sergio de Toledo [Orientador]
Francisco Humberto Nociti Junior
Mario Roberto Viziolli
Sergio de Toledo
Joni Augusto Cirelli
Assuntos: [pt] Periodontia
[pt] Fibrinolise
[pt] Cicatrização de feridas
[pt] Animais – Experimentação
Documentos Digitais: Download Arquivo

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *