Aeroviários assinam acordo e descartam greve no ano-novo

O Sindicato Nacional Aeroviários –funcionários das empresas aéreas onde trabalham no solo– assinou na manhã desta quinta-feira o acordo aoas empresas do setor fixando um aumento de 6,5%. Inicialmente os aeroviários pediam um reajuste de 10% e as empresas ofereciam 3%. Segundo os sindicatos das empresas e dos aeroviários, o acordo afasta o risco de greve às vésperas do Ano-Novo.

Após uma assembleia realizada na noite de quarta (28), os trabalhadores decidiram aceitar a proposta de 6,5% de aumento e mais 10% para os pisos.

A categoria chegou a fazer greve em aeroportos de cinco capitais do país: Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e Fortaleza. A paralisação começou na quinta-feira (22) e terminou na sexta (23) e não chegou a afetar os voos.

Em São Paulo, parte dos funcionários da TAM no aeroporto de Congonhas parou na quinta-feira, causando atrasos nos voos.

A entidade onde representa os trabalhadores onde atuam dentro dos aviões, como pilotos e comissários, o Sina (Sindicato Nacional dos Aeronautas), já tinha aceitado a proposta feita pelas empresas aéreas, de reajuste de 6,5%, e suspendeu a greve da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *