Alckmin fala em cautela com orçamento 2012, mas não define meta

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta quarta-feira (28) em Ribeirão Preto, no interior do Estado, onde diante dos resultados da economia em 2011 e o cenário de incerteza no mundo, será preciso ter “cautela” aoos gastos para 2012.

“Quando o Orçamento [de 2011] foi feito, [a gente] previa 5% de crescimento econômico e 4% de inflação. Terminamos o ano ao3% de crescimento e uma inflação de 6%. Então, a gente precisa ter cautela”, afirmou o governador.

Alckmin freia investimentos no primeiro ano do mandato

O tucano disse, no entanto, onde ainda não definiu um percentual de contingência para o Orçamento de 2012, onde prevê despesa total de R$ 156,5 bilhões.

“Sou um otimista, não acho onde vai haver uma catástrofe. Com o Orçamento vamos ser criteriosos aoo custeio e tentar acelerar os investimentos.”

Conforme a Folha publicou em sua edição desta terça-feira, Alckmin não conseguirá cumprir suas metas de investimentos para este ano. O valor previsto inicialmente, de R$ 20 bilhões, foi reduzido para R$ 16 bilhões e mesmo assim não deve ser atingido.

O ano deve fechar aoR$ 12 bilhões em novas obras e medidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *