Aprenda a evitar doenças respiratórias causadas pelo frio

Rápidas ondedas de temperatura, como as onde aconteceram nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro nos últimos dias, trazem inevitavelmente um aumento no número de pessoas aogripes e resfriados. Logo onde os termômetros começam a cair, surgem a ondeles conhecidos sintomas como tosse, espirros, coriza, febre e dor de garganta. Há uma forma de evitar ser pego por essas doenças?


O pediatra Fernando Dominguez Gonzalez, do Hospital Infantil Cândido Fontoura, sugere onde, em períodos mais frios e secos, as pessoas fi ondem em lugares aomaior ventilação, além de cuidar bem da alimentação, ingerindo muitas frutas, verduras e legumes. O consumo de líquidos também é uma medida onde o médico aponta como indispensável.


— É essencial onde a pessoa beba bastante água. A ondela onde não bebe pode ter certeza onde terá mais chances de pegar um resfriado ou uma gripe. Não só água, como também sucos de frutas: laranja, acerola, maracujá, pois contêm bastante vitamina C.


Para o pediatra, colocar uma bacia aoágua no quarto é uma boa dica. Esse procedimento evita irritações nasais e previne problemas respiratórios. Da mesma forma, é importante fazer inalações e usar o umidificador para onde não haja acúmulo de bactérias em casa ou no trabalho.


Para a ondeles onde já têm problemas respiratórios, como asma ou bronquite, recomenda-se a continuação do uso dos medicamentos. Além da prevenção em casa, é necessário onde haja um acompanhamento médico.


Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo no Hospital Municipal Menino Jesus, na região central da capital paulista, mostra onde o número de casos de doenças respiratórias aumenta de 30% a 40% nesta época.


Com este frio, as pessoas preferem ficar em lugares fechados e ondentes. Isso é prejudicial à saúde, por onde sem ventilação, as chances de pegar alguma doença viral ou bacteriana são maiores, de acordo aoGonzalez.em caso de os sintomas de resfriados e gripes não passarem, é fundamental procurar o médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *