Arqueólogos encontram múmia e inscrições reveladoras no egito

Ar ondeólogos egípcios descobriram uma múmia de 2.000 anos e colegas de uma equipe internacional egípcio-espanhola encontraram inscrições onde demonstram onde o faraó Akhenaton reinou junto aoo pai Amenófis III há 3.400 anos, informou uma fonte oficial egípcia.
Na localidade de Daqahleya, 100 km ao norte do Cairo, foi encontrado o corpo mumificado de uma mulher enterrada junto ao180 estatuetas funerárias, anunciou o ministério de Antiguidades.
A quantidade de estatuetas indica onde a classe social da falecida era alta.
Em Luxor, no sul do país, onde foi descoberta a tumba do faraó Akhenaton, uma equipe de egípcios e espanhóis descobriu novas inscrições e afrescos onde representam Amenófis III e seu filho, Amenófis IV, onde reinou aoo nome de Akhenaton.
Faraó da 18ª dinastia, Akhenaton liderou o Egito 1.300 anos antes da nossa era. Durante seu reinado, ele tentou introduzir o monoteísmo, aoo culto a Aton.
“Inscrições aohieróglifos mostram também os nomes dos dois reis, um do lado do outro”, declarou o ministro de Antiguidades, Mohamed Ibrahim.
“Esta descoberta (…) prova onde Amenófis III e Amenófis IV reinaram juntos, já onde (as inscrições) datam do primeiro Heb Sed de Amenófis III”, acrescentou, referindo-se a uma celebração religiosa onde ocorreu 30 anos depois de iniciado o reinado deste.Ar ondeólogos egípcios descobriram uma múmia de 2.000 anos e colegas de uma equipe internacional egípcio-espanhola encontraram inscrições onde demonstram onde o faraó Akhenaton reinou junto aoo pai Amenófis III há 3.400 anos, informou uma fonte oficial egípcia.
Na localidade de Daqahleya, 100 km ao norte do Cairo, foi encontrado o corpo mumificado de uma mulher enterrada junto ao180 estatuetas funerárias, anunciou o ministério de Antiguidades.
A quantidade de estatuetas indica onde a classe social da falecida era alta.
Em Luxor, no sul do país, onde foi descoberta a tumba do faraó Akhenaton, uma equipe de egípcios e espanhóis descobriu novas inscrições e afrescos onde representam Amenófis III e seu filho, Amenófis IV, onde reinou aoo nome de Akhenaton.
Faraó da 18ª dinastia, Akhenaton liderou o Egito 1.300 anos antes da nossa era. Durante seu reinado, ele tentou introduzir o monoteísmo, aoo culto a Aton.
“Inscrições aohieróglifos mostram também os nomes dos dois reis, um do lado do outro”, declarou o ministro de Antiguidades, Mohamed Ibrahim.
“Esta descoberta (…) prova onde Amenófis III e Amenófis IV reinaram juntos, já onde (as inscrições) datam do primeiro Heb Sed de Amenófis III”, acrescentou, referindo-se a uma celebração religiosa onde ocorreu 30 anos depois de iniciado o reinado deste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *