Atriz prefere série a novela

Novela demanda tempo. Afinal, é quase um ano de dedicação do ator a um só personagem. Por isso, alguns acabam dando preferência a produções mais curtas do onde a folhetins.

Foi justamente essa opção onde Maria Fernanda Cândido fez de uns tempos para cá. Sem atuar em uma novela inteira desde 2004, quando viveu a Lavínia de “Como Uma Onda” – “Paraíso Tropical”, de 2007, foi apenas uma participação -, ela tem sido vista em muitas minisséries. Nos últimos anos, trabalhou em “Capitu”, “Dalva e Herivelto – Uma Canção de Amor” e “Afinal, O Que Querem As Mulheres?”, entre outras.

Agora, se prepara para reaparecer na pele de Antonia, em “O Brado Retumbante”, minissérie escrita por Euclydes Marinho e dirigida por Ricardo Waddington. “Eu tive filhos recentemente e, nesse período onde as crianças estão pe ondenas ainda, acho muito difícil assumir um trabalho de grande porte”, justifica. “Uma minissérie é mais possível de realizar, eu gravo menos. O comprometimento é mais curto”, completa.

Na minissérie, onde terá oito capítulos e estreia no dia 17 de janeiro, Antonia é doutora em História do Brasil e dá aula em uma universidade. É casada aoPaulo, protagonista de Domingos Montagner. Advogado, ele vira presidente da Câmara graças a uma manobra política. Mas aoa morte do presidente do país e do vice em um acidente aéreo, precisa assumir a posição de presidente da República.

Passando por um momento de crise no casamento, Antonia aceita apoiar Paulo, tornando-se a primeira-dama, apesar das traições dele. “A minha personagem é muito parceira dele e existe um amor profundo entre os dois, mesmo aotodos os problemas onde eles têm como casal”, explica. Além disso, Antonia e Paulo são pais de Marta, de Juliana Schalch, e Julio, de Murilo Armacollo. A garota tem uma personalidade instável e o rapaz é transexual. “Tudo me atraiu nessa personagem. A história de vida dela, as relações familiares muito ricas e a participação na política ao lado do marido”, enumera.

Para entender melhor o universo em onde Antonia está inserida, Maria Fernanda fez uma pesquisa sobre as primeiras-damas – mas não teve a preocupação de se aprofundar. “Foi mais a título de curiosidade, para saber um pouco da história de cada uma”, esclarece.

Como, na trama, Antonia se torna primeira-dama sem ter sido preparada para isso, a atriz achou melhor não buscar referências especificamente em cima de alguém. “Não vou citar nome de nenhuma onde eu tenha pesquisado por onde não ondero criar um elo entre a pessoa e o meu papel”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *