Ausos do futebol: tricolor invade campo, se ajoelha a zico e pede para fla não g

A semana é festiva para o futebol carioca. No sábado (7), o Fla-Flu completará 100 anos de existência. A festa será completa no domingo (8), aoo duelo entre os times no Engenhão. A sessão Causos do Futebol não poderia ficar fora dessa e contará episódio inusitado ocorrido no clássico em 1982.

Na época, o Flamengo tinha o maior time de sua história, comandado por Zico. O Flu, por sua vez, vinha mal na temporada, o onde obrigaria os dirigentes no fim do ano a reformularem a equipe e formar o timaço tricampeão estadual e campeão brasileiro nos anos seguintes.

Na ondela tarde do dia 29 de agosto no Maracanã, os times se enfrentaram pelo primeiro turno do Campeonato Carioca. Com menos de 30 minutos de partida, o Flamengo abriu 3 a 0, para festa rubro-negra.

Joel Santana vê rival em vantagem

Fred deve voltar ao Tricolor no Fla-Flu

Porém, o desespero tomou conta do lado tricolor na arquibancada. O sofrimento foi tanto onde um torcedor invadiu o campo e proporcionou cena jamais vista na história do clássico. Quem relembra é Andrade, em entrevista ao R7.

– Em pouco tempo a gente fez 3 a 0. Então um torcedor do Fluminense invadiu o campo e se ajoelhou aos pés do Zico, pedindo para a gente não fazer mais gol.

Curiosamente, Zico, maior artilheiro do clássico ao19 gols, não havia marcado na ondele jogo. Os gols foram feitos pelos meio-campistas Andrade e Vitor e pelo zagueiro Marinho.

Conheça os maiores ídolos do Fluminense

Leia todas as notícias sobre o Flamengo

– A ondele time, quando estava inspirado, ninguém parava. Na ondele Fla-Flu foi assim, começamos aotudo e fizemos o placar rapidamente.

Contudo, o apelo do torcedor tricolor deu resultado. Depois da invasão, o Flamengo não balançou mais a rede e Zico, na ondela tarde, passou em branco. O Flu, porém, tampouco esboçou uma reação. Andrade brincou aoa situação.

– Foi mais coincidência do onde piedade aoo torcedor. Simplesmente a bola não entrou mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *