Avaliação anatômica e radiográfica da região distal dos membros torácicos






























































Dissertação de Mestrado
Título original Avaliação anatômica e radiográfica da região distal dos membros torácicos de asininos (Equus asinus) utilizados como veículo de tração animal
Autor Alves, Flávio Ribeiro
E-mail [email protected]
Unidade Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ)
Área de concentração Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres
Orientador ¤ Mariana, Arani Nanci Bomfim
Banca Examinadora ¤ Froes, Tilde Rodrigues
¤ Mariana, Arani Nanci Bomfim
¤ Papa, Paula de Carvalho
Data da Defesa 26/08/2005
Palavras-chave ¤ Angiografia
¤ Asininos
¤ Ligamentos articulares
¤ Tendões
Resumo Original
A espécie asinina (E. asinus) teve sua origem há milhares de anos, se desenvolvendo a partir de um tronco comum ao do eqüino doméstico que conhecemos. Vem passando por um processo adaptativo, apresentando características distintas, quando os observamos em diversas partes do planeta. Na região nordeste do Brasil, desenvolve um papel fundamental, influenciando diretamente na renda das famílias locais. Tendo em vista o grande número de afecções locomotoras e a falta de cuidados a que estão submetidos, realizou-se um estudo anatômico e radiográfico da região distal de seus membros torácicos, buscando-se subsídios a prática clínica e cirúrgica dedicada a esses animais, bem como a compreensão de sua maior resistência a lesões locomotoras, quando comparado ao eqüino. A avaliação anatômica revelou características musculares semelhantes as já descritas para eqüinos. O exame radiográfico evidenciou lesões severas, caracterizadas por osteíte podal e áreas de reabsorção óssea e remodelamento na margem solear, associadas à rotação da falange distal. Ainda na avaliação radiográfica, caracterizaram-se os principais vasos arteriais dessa região através de técnica angiográfica. Não se observou correlação entre o ângulo de inclinação da muralha do casco e falange distal, com a área de secção transversal dos tendões dos músculos flexores. As maiores secções transversais para o tendão flexor digital superficial, profundo e interósseo, mostraram coincidência com os pontos de maior estresse articular, caracterizando, assim, a resistência dos asininos à lesões nestas estruturas em seu aparelho locomotor.
Título em Inglês Anatomical and radiographic evaluation of the distal forelimb region in donkey (Equus asinus) used to traction role
Palavras-chave em Inglês ¤ Angiography
¤ Asinines
¤ Joint ligaments
¤ Tendons
Resumo em Inglês
The asinine species was originated thousands of years ago from the same branch of the domestic equine. The asinine have been undergoing to a great adaptation resulting in different characteristics of each population of asinine around the world. In the northeast region of Brazil, they play an essential role in the income of the local families. Due to a large number of locomotor disorders and a lack of professional care, an anatomic and radiographic study of the distal forelimb region of the asinine was carried out in order to gather information to improve the clinical and surgical practice in this species, and to explain the less susceptibility to locomotor disorders compared to equines. The anatomical study showed that asinine have similar muscular characteristics already described for equines. The radiographic exam showed severe lesions, characterized by pedal osteitis, bone reabsorption areas and remodelling of sole margin associated to the distal phalanx rotation. The radiographic study also showed the characterization of the main arterial vessels. No significant correlation was observed between the angle of the hoof wall and the angle of the distal phalanx with the cross section area of the flexor tendons. The larger cross section areas of the superficial digital flexor tendon, deep digital flexor tendon and interosseus tendon were coincidental with the great articular stress, explaining the greater resistance of the asinines to lesions in those structures of their locomotor apparatus.
Arquivos








Nome Tamanho
¤ Flavio_Ribeiro_Alves.pdf 1.21 Mb
Data de Publicação 13/07/2007

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *