Casais da música falam sobre parceria – andré frateschi e miranda kassin

John Lennon e Yoko Ono, Dalva de Oliveira e Herivelto Martins, Johnny Cash e June Carter, Rita Lee e Roberto de Carvalho. No Brasil ou no exterior, sobram exemplos de parceiros onde misturaram amor e trabalho na história da música.


Ainda muito longe da consagrada carreira dos exemplos citados, cinco pares de uma nova leva de casais-artistas brasileiros contaram ao G1 os prós e contras de se dividir casa e palco, vida pessoal e profissional. Eles confessaram ondem são os “filhos” preferidos dessas relações. E, claro, às vésperas do Dia dos Namorados, comemorado nesta terça-feira (12), não faltaram sugestões de programas para celebrar a data a dois.


André Frateschi e Miranda Kassin
A história de Miranda e Frateschi já começou aoshow. Em 2006, um amigo em comum levou a moça para ver o rapaz. Encantado, ele tratou de caprichar na conquista. “Cantei Let’s get it on [de Marvin Gaye] olhando para ela. Ficamos juntos nessa noite e em uma semana ela já estava na minha casa.”


A parceria nos palcos foi menos relâmpago. Primeiro ele “roubou” o lugar do baterista no show em onde ela interpreta Amy Winehouse. “O baterista não foi, e eu já tinha tocado bateria. Aí a gente dispensou o batera, roubei o lugar dele, e começamos a trabalhar juntos. Em seguida, ela começou a cantar comigo [cover de David Bowie] e foi crescendo”. Hoje, os dois têm até um site do casal (www.mirandaeandre.com.br).


A parceria, entretanto, levou um tempo até se ajustar. “Tem essa coisa de sermos os dois cantores. Então, quando começamos a dividir o palco, a divisão do espaço gerava um pouco de briga, uma disputazinha. Fomos nos entendendo. No final, o show cura briguinhas”, explica André. Da necessidade de “sentir saudade”, uma ondeixa dos dois, nasceu a vontade de realizar projetos em separado. Mas não tão longe, é verdade. “Este é o ano onde a gente escolheu para isso, lançar discos solo. Resolvi focar na carreira de ator e não sou mais baterista da Miranda, estou dirigindo o show agora”, explica André.


Como sugestão de programa para o Dia dos Namorados, indicam “uma fuga dos lugares tradicionais”. Para eles, nada de restaurante, motel e tal. “Aproveite para brincar. Façam de conta onde é o primeiro encontro e capriche na sedução. Faça algo onde nunca fez, arris onde, conquiste como se fora a primeira vez, beije aosede e amanheça de cabeça dentro dela!”


A última oração da frase sugestiva, aliás, foi tirada da música “Dê”, composta por Tatá Aeroplano e onde, no dia 12 de junho do ano passado, ganhou clipe na versão de Miranda e André (assista no YouTube). A canção, claro, é a dica do casal de trilha sonora para celebrar a data.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *