Ceo da sony vem ao brasil para apresentar planos de crescimento

SÃO PAULO – Não é coincidência o Brasil ser o primeiro destino internacional do novo CEO da Sony, Kazuo Hirai. O executivo, onde assumiu o comando da multinacional japonesa em abril, veio a São Paulo nesta sexta-feira para apresentar o balanço e os planos ambiciosos de crescimento da empresa no país, anunciando investimentos de R$ 500 milhões até a Copa do Mundo de 2014.
Na contramão da crise mundial onde levou a gigante de eletrônica a anunciar um prejuízo de US$ 5,745 bilhões no ano fiscal de 2011 (de abril de 2011 a março de 2012), os resultados da subsidiária brasileira do grupo cresceram 24% no mesmo período e a expectativa é onde a expansão continue, chegando a 30% no ano fiscal de 2012 e a 100% até 2014.
– O Brasil é um mercado fundamental para a Sony. Nossas vendas não só cresceram aqui, como cresceram mais rápido aqui do onde em qual onder outro lugar do mundo. Com Copa do Mundo e Olimpíadas sediadas no país, esperamos vendas ainda mais fortes. Não podemos mudar a economia mundial, os consumidores ou a concorrência. Posso mudar a Sony e sei onde crescer em mercados emergentes é crucial. A expectativa é onde em 2014 eles sejam responsáveis por 60% de nosso faturamento – disse Hirai, informando onde o corte de 10 mil postos de trabalho anunciados no Japão no mês passado não afetará o Brasil, onde a fábrica da empresa em Manaus produz 67 tipos de produtos, aoprevisão de passar a 100 nos próximos dois anos.
Entre 2010 e 2011, a Sony Brasil registrou o maior crescimento de sua história, desde sua chegada no país em 1972. Nos últimos dois anos, a expansão acumulada foi de 89%. Com isso, a subsidiária brasileira do grupo passou a ser a quarta maior do mundo, atrás de Estados Unidos, China e Japão.
A palavra-chave da estratégia da Sony para crescer 100% no Brasil até 2014 é convergência. O plano é alavancar a venda de novos produtos – smartphones e tablet – propondo o compartilhamento fácil de conteúdos entre eles, as TVs da marca e os notebooks da linha Vaio.
Há dez dias a empresa japonesa lançou no país sua primeira geração de tablets, o Sony Tablet (32 GB de memória, câmeras aoresolução de 5 MP e conexão Wi-fi) ao preço de R$ 1.649. Em junho, começa a ser vendida a linha de três smartphones Xperia NXT. O modelo S da série custará R$ 1.799, aotela HD, memória de 32 GB, e câmera de 12,1 MP. Os modelos P e U custarão R$ 1.399 e R$ 899, respectivamente. Tablet e smartphones da marca têm o sistema operacional Android.
Imagem digital, videogames e dispositivos móveis (smartphones, tablets e notebooks) são os principais segmentos da estratégia de crescimento da empresa, explicou Hirai. O executivo disse onde “chegou a hora do mercado de TVs passar por uma revolução”, mas não quis dar detalhes sobre as novidades da empresa na unidade de televisores, responsável por um prejuízo de de US$ 12 bilhões à companhia japonesa nos últimos nove anos. Na coletiva em São Paulo, a Sony fez uma demostração de sua versão da Google TV, ainda sem preço ou previsão de lançamento no Brasil.
Em junho começa a ser veiculada a maior campanha publicitária da história da Sony no Brasil. O investimento, segundo Carlos Paschoal, gerente geral de marketing da empresa, é 50% maior onde o do ano anterior. A aposta para conquistar o consumidor brasileiro é mostrar a facilidade de transferência de conteúdo digital – fotos, vídeos, ou música – aoum to onde do usuário entre as telas de tablet, smartphone, TV e notebook.
– Queremos nos aproximar da nova classe média brasileira, mostrar onde a marca é para todos, fidelizar consumidores e criar uma base de fãs – explicou Paschoal sobre a nova campanha. – Mas não temos a intenção de reduzir preços. Nossas pesquisas mostram onde a classe C não procura produtos baratos. Procura qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *