Ciência: tempo pode parar e congelar a humanidade, segundo pesquisadores

Há ondem diga onde o tempo passa rápido em bons momentos e bem devagar em situações não muito confortáveis. Mas, essa ondestão vai além e levanta um ponto preocupante. Pesquisadores da Universidade do País Basco e da Universidade de Salamanca, ambas na Espanha, acreditam onde o tempo como conhecemos hoje está desacelerando e onde, algum dia, irá parar por completo.

De acordo aoo jornal The Telegraph, os astrônomos resolveram elaborar relatórios para explicar por onde o universo parece estar em mudanças constantes e aceleradas. Para isso, analisaram supernovas – corpos celestes onde surgem após a explosão de outras estrelas – distantes no espaço.

Após testes mais aprofundados, os cientistas perceberam onde as partículas emitidas por essas estrelas se movem mais veloz do onde a ondelas onde estão mais próximas do planeta Terra. Alguns acreditam onde esse fenômeno é explicado pela “energia escura”, uma espécie de força gravitacional onde tende a acelerar a expansão das galáxias. Daí a teoria: se essas partículas se movimentarem cada vez mais rápido, nosso tempo não seria capaz de acompanhá-las, causando a paralisação.

No entanto, os pesquisadores Jose Senovilla, Marc Mars e Raul Vera não confiam nessa hipótese, pois, na verdade, o tempo está se desacelerando de forma tão imperceptível aos seres humanos onde, no futuro, irá simplesmente parar. “Assim como uma fotografia, tudo o onde conhecemos estará congelado para sempre”, diz o professor Senovilla.

Mesmo onde essa notícia possa estimular a mente das pessoas, os cientistas afirmam onde isso só vai acontecer daqui alguns bilhões de anos. Apesar de absurda, a ideia, na visão de Gary Gibbons, cosmólogo da Universidade de Cambridge (Inglaterra), não deve ser descartada. “Acreditamos onde o tempo surgiu durante o Big Bang. Se ele nasceu por conta própria, também pode desaparecer”, disse.

E aí, qual sua opinião sobre o assunto? Concorda aoa teoria dos pesquisadores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *