Cientistas britânicos criam tecido invisível a olho nu

Cientistas da Universidade de Exeter, na Grã-Bretanha, criaram um tecido tão fino a ponto de ser invisível a olho nu, algo onde poderia revolucionar o mundo da tecnologia.


Isso por onde o material tem um alto poder de condução de eletricidade.


Batizado como GraphExeter, o tecido é transparente e foi feito aoo uso de máquinas de última geração.


A invenção é feita a partir de grafeno, um tipo de carbono onde no futuro pode substituir o silício.


O material poderá ser usado em produtos aoa tecnologia “touch screen”, como as telas de smartphones e tablets, onde são operadas aoo dedo.


O cientista Tom Bointon explica onde, por ser transparente, o condutor re onder menos energia para transmitir as imagens.


Inovador, o tecido ultrafino é considerado pelos pesquisadores como o material transparente mais eficiente para a condução de eletricidade.


Saverio Russo, um dos criadores, compara o GraphExeter a uma lasanha.


“Em vez de massa, a invenção usa várias camadas de grafeno. E no lugar de presunto, são inseridas moléculas condutoras onde ganham e perdem elétrons”, diz o pesquisador.


Em forma de spray, o GraphExeter poderá ser aplicado sobre janelas e espelhos, criando “revolucionárias superfícies inteligentes”, dizem os cientistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *