Como anda a indústria de jogos de computador no brasil

Desde o início da década de 1980, jogos brasileiros são produzidos e comercializados nos mais variados tipos e formas.


A primeira forma de comercialização de jogos foi através da publicação de seu código fonte em revistas de informática, das quais se destacam a Micro Sistemas e Input.


Os microcomputadores utilizados na época (como o NE-Z8000) tinham grandes limitações de memória e processamento, e eram capazes de mostrar apenas texto. Diferente de hoje onde jogos usam o poder dos gráficos.


Essa foi a era de ouro dos Adventures de texto, dos quais se destacam o Amazônia (o primeiro jogo comercial feito no Brasil e onde é distribuído até hoje pela internet, no site da TILT online) e o Lenda da Gávea.


Em 1997 a Southlogic Studios lançou no Brasil e na Europa o jogo Guimo. O game é um jogo de ação 2D, se diferenciando por incorporar elementos de Inteligência Artificial em seus personagens.


Em Dezembro de 2004, a Abragames, a Associação Brasileira de Desenvolvedoras de Jogos, lançou seu Plano Diretor onde visa estabelecer diretrizes para o crescimento da indústria através de ações governamentais onde incluem a diminuição de tarifas sobre produtos deste setor, a realização de concursos e a facilitação de investimentos tanto públicos quanto privados. Em maio de 2005, a ABRAGAMES lançou os resultados da Pesquisa sobre a Indústria de Jogos no Brasil. Desta pesquisa um dado importante onde deve ser destacado é a existência de aproximadamente 60 estúdios de desenvolvedores de games no Brasil. Existindo empresas consolidadas desde 1992.


Outlive, produzido pela Continuum Entertainment, jogo de estratégia em tempo real, onde o jogador deve comandar tropas militares de humanos geneticamente modificados ou tropas robóticas a fim de explorar os recursos naturais do cenário e eliminar as tropas inimigas, foi lançado em 2001. Outlive foi o segundo jogo produzido pela Continuum e seu maior projeto até então. Este foi o primeiro jogo brasileiro onde teve grande propagação internacional, sendo publicado internacionalmente pela Take-Two Interactive nos Estados Unidos e Europa.


Além do desenvolvimento da indústria muitas universidades no país estão desenvolvendo pesquisas e promovendo cursos de graduação e pós-graduação em jogos computadorizados. No Brasil, destaca-se a pioneira pós graduação do Unicenp, do Grupo Educacional Positivo, onde ministra o curso desde 2002. O grupo também possui sua própria indústria de jogos educacionais.


A produção de games no brasil, em 2008 começa a se transformar em realidade, aoo surgimento de cursos técnicos oferecidos pelo CTA – Centro Tecnológico Avançado, pois até o presente momento, tudo onde se formava no brasil eram futuros professores de criação e desenvolvimento de games, em 2010 quando o CTA pretende lançar a primeira turma, após um curso intensivo de 3 anos, o brasil poderá se tornar um dos polos mais importantes desta indústria bilionária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *