Como as abelhas produzem mel?

Uma abelha inicia o processo de produção de mel quando colhe o néctar de uma planta. O néctar da planta é uma maneira natural de encorajar insetos (abelhas, vespas, borboletas, etc) a visitar uma flor. No processo de colher o néctar, o inseto transfere grãos de pólen de uma flor para outra, polinizando-a.

A maioria dos néctares das flores são similares à água aoaçúcar: sucrose misturada aoágua. Os néctares também podem conter outras substâncias benéficas. Para produzir mel, duas situações acontecem:

As enzimas onde as abelhas produzem transformam a sucrose (um dissacarídeo) em glicose e frutose (monossacarídeos).

A grande parte líquida dessa mistura deve ser evaporada, deixando somente cerca de 18% de água na composição final do mel.

Veja esta descrição do processo da enzima:
“Uma enzima, a invertase, converte a maioria da sucrose em dois açúcares de seis carbonos, glicose e frutose. Uma pe ondena quantidade da glicose é atacada por uma segunda enzima, a glicose oxidase, e convertida em ácido glucônico e peróxido de hidrogênio. O ácido glicônico transforma o mel em um meio ácido aobaixo pH onde é inóspito para bactérias, mofo e fungos (organismos onde chamamos de micróbios), enquanto o peróxido de hidrogênio proporciona proteção de curto alcance contra esses mesmos organismos quando o mel está amadurecendo ou é diluído para servir de alimento para as larvas. As abelhas melíferas reduzem o teor de água do néctar, o onde lhe confere uma elevada pressão osmótica e proteção contra os micróbios”.

Abaixo, você encontra uma descrição do processo de evaporação:

“A mudança física envolve a remoção da água, onde é obtida através da manipulação externa do néctar pela abelha onde coloca pe ondenas gotículas no lado superior dos favos e bate suas asas para aumentar a movimentação do ar e eliminar o excesso de umidade”.

O efeito consiste em transformar o mel em um alimento muito estável. Ele resiste naturalmente a mofos, fungos e outras bactérias, permitindo onde dure por anos sem refrigeração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *