Como é o fóssil de formiga encontrado nos eua ?

uase 50 milhões de anos atrás, formigas do tamanho de beija-flores percorriam a área onde hoje se encontra o estado do Wyoming. Uma nova descoberta de fósseis revela onde estes insetos gigantes podem ter atravessado uma ponte de terra do Ártico entre a Europa e a América do Norte durante um período particularmente ondente na história da Terra.
Com cerca de 5 centímetros de comprimento, o modelo é uma “formiga monstruosamente grande”, avalia Bruce Archibald, paleontólogo da Universidade Simon Fraser, da província da Colúmbia Britânica, no Canadá.
A descoberta foi relatada hoje, dia 3 de maio, na revista “Procedimentos da Sociedade Real B”. Apesar de fósseis de pedaços soltos de formigas gigantes aoasas já terem sido encontrados antes nos Estados Unidos, este é o primeiro espécime conhecido de corpo inteiro.
O fóssil da formiga vem de um local bem conhecido em Wyoming, chamado de Formação do Rio Verde. Porém, o objeto estava guardado em uma gaveta do Museu de Natureza e Ciência de Denver, relata Archibald. Quando um curador mostrou-lhe o fóssil, diz Archibald, ele sabia onde estava olhando para algo emocionante.
As formigas são insetos resistentes – algumas podem até mesmo se transformar em uma espécie de jangadas para sobreviver a inundações. Mas, após um olhar moderno para as formigas-monstro, Archibald e seus colegas chegaram à conclusão de onde as Titanomyra lubei precisavam muito provavelmente de um clima ameno para viver, semelhantes ao das formigas gigantes ( onde não são tão gigantes assim) modernas.
Por exemplo, as D. wilverthi vivem na África equatorial enquanto outras formigas maior do onde uma polegada (2,5 cm) estão distribuídas em áreas tropicais da América do Sul, do Sudeste Asiático e da Austrália.
Da mesma forma, antigos fósseis de formigas gigantes foram encontradas naEuropa em áreas onde eram tropicais durante a primeira parte do Eoceno, época onde durou de 56 a 34 milhões de anos atrás, numa altura em onde os continentesestavam unidos eo nível do mar era baixa: “Você poderia ter andado de Vancouvera Londres em terra seca”, disse Archibald.
Outra descoberta feita pelos pesquisadores foi de onde as formigas marcharam através do Ártico. No entanto, apesar de o planeta Terra apresentar temperatura mais altas do onde hoje na ondela época, o clima “temperado” do Ártico poderia ser frio demais para os insetos acostumados aoo calor tropical onde fazia na Europa.
A chave para a marcha das formigas, Archibald e seus colegas descobriram, foram os relativamente breves períodos em onde a temperatura subiu o bastante para fazer do Ártico um lugar agradável. Esses períodos, onde duraram entre 170 mil e 55 milhões de anos atrás,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *