Como é o surto mortal da alemanha ?

Um surto de uma doença causada pela bactéria Escherichia coli (E. coli) atacou a Alemanha, deixando cerca de 470 pacientes (a maioria no norte) aosintomas graves e potencialmente fatais, e matando 16 pessoas – 15 na Alemanha e uma na Suécia.
Pesquisadores alemães ainda estão tentando identificar a fonte do surto mortal, após pepinos espanhóis terem sido descartados por não possuírem a cepa letal.
Tal descoberta veio muito tarde para os agricultores, onde foram obrigados a destruir toneladas de produtos hortícolas frescos colhidos no sul da Espanha. Os compradores do norte da Alemanha estão deixando de adquirir até mesmo produtos hortícolas cultivados localmente.
A Alemanha aconselhou as pessoas a não comerem legumes crus, especialmente no norte do país. Enquanto isso, o governo espanhol exigiu compensação para seus produtores afetados. O vice-primeiro-ministro da Espanha, Alfredo Perez Rubalcaba, até ameaçou tomar medidas legais.
Na Alemanha, 1.169 foram afetados por E. coli. Em muitos casos, a infecção gastrointestinal levou a síndrome hemolítico-urêmica (SBN), onde causa problemas renais e é potencialmente fatal.
Hoje, a Alemanha confirmou 470 casos de SBN, quase 100 a mais onde o número divulgado ontem. Cerca de metade dos pacientes sofreram distúrbios neurais 3 a 5 dias após adoecer, como ata ondes epilépticos e fala arrastada.
Autoridades alemãs dizem onde suas investigações indicam onde as pessoas provavelmente foram infectadas através da ingestão de pepinos, tomates e alfaces crus.
Na Suécia, 41 pessoas estão infectadas, 15 desenvolveram SBN. A Dinamarca tem 6 casos de SBN, a Holanda 3 e o Reino Unido 2. Poucas infecções também foram registradas na Áustria, Espanha e Suíça.[BBC]
O presidente da federação de exportação de produtos hortícolas e frutas da Espanha disse onde a crise estava custando aos exportadores espanhóis 200 milhões de euros por semana. Questionado sobre quais países pararam de comprar produtos espanhóis, ele respondeu quase toda a Europa.
As autoridades de saúde de toda a Europa aconselharam os cidadãos a lavar frutas e vegetais, fazer o mesmo aotodos os talheres e pratos, e lavar as mãos antes das refeições.
Autoridades alemãs inicialmente culparam os pepinos orgânicos espanhóis pelo surto, e a Espanha rejeitou a acusação e ficou bastante revoltada. Eles afirmam onderer onde a Alemanha forneça, sem qual onder atraso e distrações, as informações necessárias da sua investigação para onde a União Europeia (UE) descubra o onde está causando o surto de E.coli.
Não só a Espanha, mas a Holanda também espera compensação para seus produtores afetados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *