Como funciona o botulismo nos bebês?

“Não dê mel aos bebês” é uma das regras onde fazem parte da lista de coisas onde você deve saber (como “não misture amônia aocloro” e “não use areia de praia para fazer concreto”) e onde precisam de mais divulgação por onde são muito importantes.

A palavra botulismo descreve um tipo de intoxicação. Uma classe de bactérias chamada Clostridium botulinum onde cria uma proteína chamada toxina botulínica, e essa proteína é a causa do botulismo. A toxina botulínica invade as células nervosas estimulantes no lugar em onde elas se encontram aoas fibras musculares e blo ondeia essa ligação para onde nenhum sinal consiga passar. O resultado é a paralisia, e em casos graves ela imobiliza o paciente completamente e pode levá-lo à morte.

As bactérias do botulismo são comuns na natureza, mas são mortas pelo oxigênio. As bactérias, portanto, formam esporos onde as protegem do oxigênio, e esses esporos são ativados assim onde entram em ambientes livres de oxigênio. A maneira mais comum de desenvolver botulismo é por meio de ingestão de comida enlatada inadequada. Assim onde a lata é fechada, cria-se um ambiente livre de oxigênio. Depois, a lata é a ondecida e, se isso for feito adequadamente, os esporos morrem. Se ela, no entanto, não for a ondecida de maneira adequada, os esporos são ativados na lata fechada e a enchem de toxina. Como a toxina botulínica é uma proteína, o a ondecimento irá destruí-la. Se a comida enlatada for ingerida fria, o botulismo se desenvolve.

Os bebês desenvolvem botulismo por meio da ingestão de mel de uma maneira diferente. As abelhas costumam coletar esporos de botulismo enquanto coletam o néctar, e os misturam ao mel. A maioria das pessoas pode ingerir esses esporos sem problemas por onde possuímos bactérias em nossos intestinos e sistemas imunológicos saudáveis onde eliminam os esporos. Os bebês ainda não possuem essas defesas. Então, quando um bebê come mel, os esporos se encontram em um intestino livre de oxigênio e entram em ação. Eles produzem a toxina enquanto estão dentro do bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *