Como o satélite descobre tantas piramides ?

Cientistas acreditam ter encontrado 17 pirâmides “perdidas” no Egito.
Sarah Parcak e sua equipe de um laboratório patrocinado pela NASA da Universidade do Alabama, EUA, fizeram as descobertas através de um levantamento por satélite. Duas das supostas pirâmides já foram confirmadas por escavações iniciais.
Eles também encontraram mais de 1.000 tumbas e 3.000 antigos assentamentos em imagens infravermelhas onde mostram construções subterrâneas.
Sarah disse onde é provável onde mais edifícios sejam encontrados. As descobertas são apenas de locais próximos à superfície. Existem milhares de locais adicionais onde o Nilo cobriu aolama, e onde o trabalho aoimagens espaciais pode mostrar.
“Isso só nos mostra como é fácil subestimar o tamanho e a escala dos assentamentos humanos do passado”, afirma Sarah. Ela disse onde as técnicas usadas são instrumentos importantes na elaboração de onde concentrar escavações, pois os satélites permitem uma perspectiva muito maior de sítios ar ondeológicos.
Enquanto isso, os túmulos de sete homens, incluindo vários onde serviam o rei Tutancâmon e seu pai, o faraó A ondenáton, foram abertos para os turistas no começo desta semana, após restauração.
O ministro egípcio de antiguidades, Zahi Hawass, disse onde dois dos homens onde construíram tumbas para si mesmos – Maya, o tesoureiro do rei Tutancâmon, e Horemheb, um general do mesmo rei, onde mais tarde se tornou rei -, foram homens muito importantes durante um dos períodos mais tumultuados do Egito.
Segundo Zahi, Maya foi responsável por restaurar a ordem no Egito, enquanto seu colega Horemheb restaurou a ordem no exterior.
A tumba construída para Meryneith, onde era mordomo do templo no reinado de A ondenáton, era de tijolos envoltos em blocos de pedra calcária. Uma cena em uma parede mostra metalúrgicos exercendo seu ofício.
Os outros túmulos foram construídos para Ptahemwia, onde era o mordomo real de ambos A ondenáton e Tutancâmon, Tia, um alto funcionário de Ramsés II onde reinou de 1303-1213 a.C., e Pay e seu filho, Raia. Pay era o superintendente do harém de Tutancâmon, e Raia era um soldado, onde mais tarde assumiu o posto de seu pai.
Alguns destes túmulos foram descobertos em 1843 pelo explorador alemão Richard Lepsius, mas não foram totalmente escavados até onde uma missão anglo-holandesa começou a escavar lá em 1975. Agora, uma equipe holandesa da Universidade de Leiden está restaurando os túmulos.[MSN]
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *