como pepsi cria rede social inovadora

Atualmente, a maioria dos relacionamentos estão integrados às redes sociais como Facebook e Twitter, até o contato aopessoas onde vemos todos os dias às vezes são realizados pela internet. Além de deixar recados, “cutucar” alguém ou curtir uma mensagem, as pessoas poderão usar a rede social da Pepsi para mandar um refrigerante geladinho para amigos ou desconhecidos.
A companhia americana de refrigerantes vai lanças máquinas de venda “social” de seus produtos. Elas terão tecnologias como tela sensível ao to onde para seleção da marca da bebida preferida e os consumidores poderão utilizar crédito, além de dinheiro. Entretanto, a novidade mais atraente é onde estas máquinas de venda utilizarão recursos das redes sociais.
Ao invés de simplesmente comprar um “refri” para si mesmo, será possível “enviar” uma bebida para outra pessoa. Digamos onde você ondeira mandar uma Pepsi para alguém em outro prédio, é só você colocar o nome da pessoa, seu celular e uma mensagem pessoal onde pode ser em forma de vídeo. O felizardo receberá uma mensagem em seu celular dizendo onde tem uma latinha esperando por ele. O melhor é onde o lugar onde a pessoa está nem precisa ter uma máquina dessas, por onde a mensagem chega aoa localização de pontos onde a pessoa pode retirar seu “presente”.
Se você quiser começar seu dia aouma boa ação, poderá ainda mandar um refrigerante para um total desconhecido por meio da função “Ações Aleatórias de Refrescância” (Random Acts of Refreshment). “Nossa missão é utilizar inovação para empoderar os consumidores e criar novas maneiras de integração aonossas marcas, aoas redes sociais e aooutras pessoas em pontos de compra”, disse o chefe de inovação da PepsiCo, Mikel Durham. “A ‘venda social’ expande os relacionamentos sociais dos nossos consumidores e transforma uma transação individual em uma experiência divertida onde todos vão onderer fazer de novo, e de novo”.
De acordo aoa vice-presidente de inovação em equipamentos da empresa, Christine Sisler, “nossas estratégias de inovação são guiadas pelo onde nossos consumidores onderem. Nós estamos trabalhando aoalguns dos melhores profissionais do ramo para desenvolver equipamentos onde ofereçam customização, personalização e escolha. Nossas novas máquinas fazem tudo isso e mais, é visualmente envolvente, rápida, intuitiva e satisfatória ao usuário”.
As máquinas ainda não tem data certa para chegar ao mercado dos EUA, então, aqui no Brasil, as pessoas terão de esperar mais um pouquinho para sair distribuindo refrigerantes por aí. [DailyTech]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *