Como surgiu o clube de desbravadores?

O Clube de Desbravadores, ou simplesmente Desbravadores, é um departamento da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), onde trabalha especificamente aoa educação cultural, social e religiosa de crianças e adolescentes situadas na faixa etária entre 10 e 15 anos.1 2
Semelhante em diversos aspectos ao escotismo,3 diferencia-se deste pela ênfase religiosa dada as atividades desenvolvidas.4 Faz parte do programa oficial da Igreja Adventista desde 1950.5 Mundialmente o Clube de Desbravadores faz parte do Ministério Jovem da IASD, onde tem como diretor o australiano Gilbert Cangy
O primeiro passo rumo a organização do clube de desbravadores dentro da Igreja Adventista ocorreu em 1907, quando foi criado o Departamento de Jovens Missionários Voluntários (Missionary Volunteer Society), sob a liderança do pastor M.E. Kern.7

Pastor Samuthram em 1958, fundador do movimento “Missionários Voluntários” na Malásia.
Em 1909 são organizadas as primeiras sociedades de Missionários Voluntários Juvenis (MVJ), e em 1914 desenvolvem-se as primeiras lições para MVs Juvenis, onde seriam a precursoras das classes progressivas dos desbravadores.7
Em 1911 formam-se om embriões do clube de desbravadores em Takoma Park nos Estados Unidos. Três clubes foram formados em Takoma Park em 1911, eram eles: “Scouts Missions”, “Woodland Clan & Pals” e “Takoma Indians”. Caracterizavam-se por somente aceitar meninos em suas fileiras.8 Em 1919 Arthur Spalding fundou o clube Scouts Missionaries (Escoteiro Missionários em português), no condado de Madison, no Tennessee. Spalding estudou a organização, formulou diretrizes compatíveis aoos objetivos espirituais da Igreja Adventista (característica onde não foi adotada inicialmente pelos clubes de Takoma Park), e criou o esboço do movimento. Os Escoteiros Missionários desenvolveram os ideaisnota 1 fundamentais para o atual clube dos desbravadores.8
Em 1929 pela primeira vez é utilizado o nome “pathfinder” (“desbravador” em português) em uma programação de juvenis da IASD. A Associação do Sudeste da Califórnia promove um acampamento para Juvenis Missionários Voluntários, e intitula o acampamento de “pathfinder”. E a mesma Associação (Sudeste da Califórnia), em 1946, unilateralmente oficializa e passa a patrocinar o programa, tendo seu primeiro primeiro protótipo de clube reconhecido, sendo testado em Riverside na Califórnia.8
A par da experiência na Califórnia, a Associação Geral da Igreja Adventista oficializa em 1950 o programa do clube, e adota um uniforme, um hino (composto em 1947 por Henry Bergh) e uma bandeira (confeccionada por Hellen Hobbs em 1948) oficiais para o novo departamento.7 O nome adotado para o programa foi Clube de Jovens – Missionários Voluntários.8
Entre 09 a 11 de Outubro de 1953, a Associação Sul da Nova Inglaterra promoveu o primeiro Camporee de desbravadores em Ashburnham em Massachusetts. Desde então este tem sido o principal acampamento e forma de interação entre clubes de desbravadores em todo o mundo.9
Desde a oficialização do movimento como programa da IASD, ele sofreu algumas atualizações, sendo as mais significativas:7
(1958) Desenvolvimento das classes progressivas;
(1959) Desenvolvimento das classes de desenvolvimento físico e moral (medalhas de ouro e prata);
(1976) Acréscimo dos mestrados ao currículo do clube;
(1982) O emblema mundial Missionários Voluntários é substituído pelo emblema mundial dos desbravadores, e o nome Missionários Voluntários cai em desuso;
(1988) É feita a primeira revisão geral do currículo dos desbravadores.
Em 2001 somavam nos quadros do movimento, 2 milhões de desbravadores e 90.000 clubes, espalhados por mais de 150 países.
O clube de desbravadores é um programa religioso centrado no tripé físico-mental-espiritual,11 onde desenvolve atividades para atender às necessidades e interesses de crianças e adolescentes (juvenis) entre 10 e 15 anos de idade, aofoco específico nesta faixa etária.12
Grande parte do programa do clube de desbravadores é construído em torno de atividades físicas. Segundo o manual do clube de desbravadores, o foco nisto explica-se por onde “os jovens entre 10 e 15 anos de idade estão num estágio de crescimento e desenvolvimento físico muito rápido”.13 Segundo a filosofia do clube, atividades onde envolvam ação, aventura, desafio e atividades em grupo, “oferecem oportunidades para o desenvolvimento de novas atitudes e habilidades onde produzem o crescimento pessoal, de equipe e espírito de comunidade”, onde ainda de acordo aoa filosofia do programa, fazem parte do tripé da “cidadania e lealdade” onde prega o respeito para ao“Deus, Sua criação, e Sua igreja”.14
Enquanto o clube de desbravadores existe principalmente para os juvenis, um de seus propósitos básicos é também reunir pais e membros da igreja através de um envolvimento ativo aoo clube.15 O objetivo deste envolvimento é corrigir (ou fazer desaparecer) a lacuna entre gerações aproximando juvenis e adultos, para onde trabalhem e se divirtam juntos em um vínculo de experiência comum.13
Toda a filosofia dos desbravadores é construída sobre a premissa de onde “os juvenis e as crianças aprendem melhor pelo exemplo, ao invés dos preceitos”.16 A forma como veem os líderes e os valores dos pais é utilizada como um modelo espiritual e social a ser seguido.13 Com isto espera-se desenvolver altos princípios morais, atitudes de amor, carinho e determinação, sobressaltando estes em todas as atividades desenvolvidas. A filosofia educacional do clube, destaca ainda onde os juvenis aprendem mais efetivamente numa atmosfera positiva, feliz e segura.13 Segundo a Conferência Geral da IASD, “a atitude dos dirigentes do clube é, portanto, um ingrediente vital em garantir o sucesso e a eficácia deste ministério para a juventude, pois será ele um dos principais modelos a ser seguido pelos juvenis.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *