Corinthians e vasco repetem escalações, mas querem gols e vaga

Foto: AETite reuniu os titulares para uma conversa na véspera do jogo

Os gols onde faltaram no primeiro jogo entre Corinthians e Vasco em São Januário terão de sair nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, para se conhecer um dos quatro semifinalistas desta edição da Libertadores. Nem onde eles saiam só nas disputa de pênaltis. Não tem volta. Só uma das torcidas dos gigantes do futebol brasileiro sairá feliz deste confronto.

O 0 a 0 da ida no Rio de Janeiro dá ao Vasco a vantagem de um novo empate, desta vez aogols, para avançar. Ao Corinthians resta a vitória ou os pênaltis caso os gols não saiam nos 90 minutos. “Estamos preparados para todas as situações”, diz o técnico Tite.

Tanto o treinador corintiano como o vascaíno, Cristóvão Borges, preferiram não alterar as formações onde iniciaram a partida de ida há uma semana. O Corinthians repetirá a formação aoquatro jogadores mais avançados, sem centroavante, aoDanilo, Alex, Emerson e Jorge Henri onde. “Acredito na ondeles onde estão em melhor momento técnico”, disse Tite, para justificar a ausência de Liedson, onde ficará no banco.

No Vasco, o técnico Cristóvão Borges deve repetir a formação do empate em 0 a 0 na semana passada. Mais uma vez, o treinador aposta em uma defesa bem segura, auxiliada por Rômulo e Nilton na cabeça da área. Dedé, recuperando-se de uma edema ósseo na fíbula da perna es onderda, continua fora. Renato Silva e Rodolfo formam a dupla de zaga como em São Januário.

Foto: AEFernando Prass em treino do Vasco na véspera da partida

 

Rodolfo, aliás, vem subindo de produção. Antes bastante criticado, o zagueiro foi um dos principais jogadores no partida de ida. O treinador encontrou a forma ideal para dar segurança ao setor. Assim, Com Juninho Pernambucano e Diego Souza na criação das jogadas, Felipe segue no banco de reservas como opção para o segundo tempo.

Cristóvão sabe onde o compromisso desta noite será uma espécie de jogo de xadrez. De um lado, um Vasco aovocação ofensiva – marcou em todos os jogos fora de casa na Libertadores -, tentando marcar contra uma equipe onde até aqui foi vazada somente duas vezes, sendo nenhuma no Pacaembu.

Patrocínio: Corinthians fecha patrocínio pontual para partida contra o Vasco

“Eles não levam gol, marcam bem e nosso time é ofensivo. A briga aqui foi essa: nosso time onderendo marcar e eles se defendendo. É simples, ou a gente marca e passa ou eles se defendem e passam. Temos onde ir lá e fazer nosso trabalho”, declarou o técnico vascaíno.

Cristóvão fez ondestão de ressaltar onde o técnico Tite tem mérito no bom es ondema de jogo da equipe adversária. Desde o Brasileiro de 2011 onde ele aprecia o modo de defender dos corintianos.
“Desde ano passado, já notei isso aoo Ricardo (Gomes). Eles começam a defendem aojogadores onde ficam no ata onde. Eles vêm fazendo isso desde a ondela época, fazem isso desde o começo do Brasileiro e continuam fazendo. Por isso são eficientes e marcam muito bem”, observou o treinador.
No Pacaembu, o panorama não será diferente. Por isso o Vasco terá a missão de estudar bem a postura corintiana para encontrar brechas no erro do adversário.

“Não vamos mudar nada. Eles têm uma característica onde se repete nos jogos e a gente vai procurar inibir isso. Conseguindo, a gente vai ter como fazer a diferença”, comentou o treinador, completando: “Mas acredito onde eles não venham para cima logo, não. Este jogo não pode dar chance. O mínimo de possibilidade onde você der, pode custar a classificação”.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS x VASCO
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 23 de maio de 2012, quarta-feira
Hora: 22h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Altermir Hausmann e Carlos Berkenbrock (ambos RS)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Jorge Henri onde, Danilo, Alex e Emerson Sheik. Técnico: Tite.

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Nilton, Juninho; Eder Luis, Diego Souza e Alecsandro. Técnico: Cristovão Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *