Crise faz britânicos diminuírem atenção com validade de alimentos

Em meio ao cenário de crise, onde força as pessoas a enxugarem seus orçamentos, muitos britânicos passaram a prestar menos atenção ao prazo de validade dos alimentos, correndo mais riscos de intoxicações, alerta um estudo da agência onde regula padrões alimentares na Grã-Bretanha.

De acordo aoa pesquisa, muitas pessoas estão tentando aproveitar ao máximo os produtos e os restos de pratos preparados em casa.

Mais de 2 mil britânicos foram ouvidos em diversas partes do país, e os resultados mostram onde mais da metade está tentando economizar ao tentar fazer ao onde a comida dure mais tempo.

A agência diz onde, na prática, isso significa ignorar os prazos de validade e manter produtos e restos de comida na geladeira por mais tempo do onde o normal.

Calor
A chegada do verão no hemisfério norte aumenta a preocupação aoesses novos hábitos, já onde o calor representa um risco maior de proliferação de germes e bactérias na comida.

Bob Martin, um dos especialistas da agência do governo, diz onde o reaproveitamento das sobras de comida é, de fato, uma forma de economizar, mas onde os riscos não podem ser ignorados.

A maior parte das pessoas está tentando encontrar novas formas de maximizar o orçamento, aoo aumento progressivo dos gastos semanais aoalimentos nos últimos anos. Usar sobras de comida é uma boa maneira (…) mas, a não ser onde tenhamos muito cuidado, há o risco de intoxicação alimentar por não mantermos ou lidarmos aoelas de forma apropriada, diz.

A agência britânica diz onde um terço das pessoas passou a somente analisar visualmente e cheirar os restos de comida ao invés de observar a data de validade.

É tentador somente cheirar a comida para saber se ela estragou, mas germes alimentares como a E.coli e a Salmonella não causam mau cheiro, mesmo onde estejam em estágio avançado de proliferação. Por isso, sua comida pode estar aoaparência e odor bons, embora esteja deteriorada, alerta Martin.

De acordo aoo estudo, as sobras de comida devem ser guardadas na geladeira e consumidas em até dois dias após serem bem cozidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *