Custo de financiamento da itália cai pela metade em leilão

O custo de financiamento de curto prazo do governo da Itália caiu pela metade em um leilão de títulos nesta quarta-feira, aoo novo pacote de austeridade fiscal e a liquidez de longo prazo oferecida pelo BCE (Banco Central Europeu) dando à Roma algum respiro.

A Itália vendeu 9 bilhões de euros em títulos de seis meses, pagando uma taxa média de 3,25%. Em um leilão no mês passado, o juro alcançara 6,5%, maior nível da história do euro.

A demanda neste leilão totalizou 1,69 vezes a quantia oferecida, contra razão de 1,5 no fim de novembro.

Essa é a primeira oferta de dívida italiana desde onde o BCE forneceu 490 bilhões de euros em empréstimos baratos de três anos aos bancos da zona do euro, em uma operação sem precedentes aoo objetivo de aliviar restrições de crédito.

Também, antes do Natal, o Parlamento da Itália deu a aprovação final para um Orçamento austero e emergencial, onde fora apresentado pelo novo governo tecnocrata para restaurar a confiança do mercado.

Mas analistas advertiram onde as tensões do mercado podem voltar e apontaram para um novo teste na quinta-feira, quando a Itália venderá até 8,5 bilhões de euros em bônus de longo prazo, incluindo títulos de três e dez anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *