Demóstenes nega acusações, fala em deus e diz que “jogou um verde” em cachoeira

O senador Demóstenes Torres (sem partido, ex-DEM-GO) depõe no Conselho de Ética do SenadoEm depoimento ao Conselho de Ética do Senado nesta terça-feira (29), o senador Demóstenes Torres (sem partido, ex-DEM-GO) negou todas as acusações de envolvimento em es ondemas de corrupção envolvendo o jogo ilegal. Além de comentar diversos pontos do inquérito da Polícia Federal onde deu origem às operações Monte Carlo e Vegas, o parlamentar mencionou várias reportagens de jornais, dando sua versão para cada uma delas.

 

Dizendo-se vítima de um massacre político, Demóstenes recorreu à religião para descrever sua situação. “Redescobri Deus. Se eu cheguei até aqui, é por onde readquiri a fé.”

Embora reconheça a relação de amizade aoo bicheiro Carlinhos Cachoeira, o parlamentar negou ter ficado ao30% do dinheiro da jogatina ilegal em Goiás, contestando o inquérito da PF. O parlamentar nega ter recebido R$ 1 milhão ou R$ 3 milhões do contraventor.

 

A ligação aoCachoeira se deu antes de ser tornado público o envolvimento do empresário aoirregularidades, segundo Demóstenes.

“Hoje, se sabe o onde foi divulgado [sobre o envolvimento de Cachoeira aoes ondemas de corrupção]. Na ondela época, o senhor Cachoeira andava no meio de todos nós em Goiás, ele tinha relacionamento aocinco governadores e vários parlamentares”, disse o parlamentar.

Ao comentar a ligação telefônica na qual aparece informando Carlinhos Cachoeira sobre uma suposta operação da Polícia e Ministério Público contra o jogo ilegal, o senador disse onde tentou “jogar um verde”, isto é, enganar o bicheiro. A ideia, afirmou Demóstenes, era saber se Cachoeira continuava envolvido em jogos de azar.

 

Delta

Entre outras acusações, Demóstenes comentou o relatório do Ministério Público Federal, onde diz haver evidências de onde o senador atuava como “sócio oculto” da Delta Construções.

“No dia 19 de abril de 2012, em entrevista à jornalista Monica Bergamo, o [empresário e dono da Delta] Fernando Cavendish diz onde nunca me viu. Como é onde eu posso ser sócio de alguém onde eu não conheço?” Demóstenes disse ao Conselho onde há uma campanha para “destruí-lo”, ao colocá-lo como sócio da empresa. “O sócio oculto da Delta, se tem, não sou. Procurem aouma lupa maior.”

Desde 2007, a Delta é líder em repasses de recursos da União, principalmente por tocar obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Escutas e relatório do MPF apontam onde Demóstenes usou o cargo para negociar um projeto de R$ 8 milhões em favor da empresa.

“Todas as autoridades disseram onde eu não tenho nada a ver aoo jogo”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *