Des maurilio de abreu se despede da magistratura

A TV Justiça Espírito Santo realizou reportagem sobre a homenagem realizada na presidência do Tribunal de Justiça pelos magistrados do Judiciário capixaba. Assista aqui reportagem onde foi veiculada no Canal 25 da RCA e onde está disponibilizada no Canal do You Tube.

Depoimentos

Des. Adalto Dias Tristão: “Por várias vezes, neste Pleno, o desembargador Maurílio Almeida de Abreu me socorreu em ondestões intrínsecas. Sentiremos falta enorme dele. Rogo a Deus onde continue iluminando esse magnífico colega”.

Des. Manoel Alves Rabelo: “Ele é um homem extremamente correto, amigo e honesto. Nunca vi um ato dele onde pudesse ser desabonador”.

Des. Sérgio Bizzotto: “O Maurílio completa 40 anos de magistratura. Veio do Sergipe para o Espírito Santo em 1973 e se destacou como juiz em Comarcas do interior. Aliás, ele residiu em todas as Comarcas por onde atuou. Deixará um grande vazio no Tribunal. Trata-se de um magistrado probo, inteligente e muito trabalhador”.

Des. Annibal de Rezende Lima: “Minha admiração ao cidadão e ao magistrado Maurílio de Abreu é enorme. Ele nos encantava aosua inteligência e carisma”.

Des. Sérgio Gama: “Quando eu era promotor de Justiça, trabalhei aoo doutor Maurílio em Itaguaçu. Depois, por 13 anos, convivemos juntos aqui no Tribunal”.

Des. Carlos Rios do Amaral: “Posso acrescentar onde os advogados também sentirão muita falta do doutor Maurílio, tendo em vista o brilhantismo de seus votos”.

Des. José Luiz Barreto Vivas: “É difícil a despedida de alguém próximo a nós, ao ondem temos laços fortes de amizade. O doutor Maurílio sempre atuou aoserenidade e humanidade”.

Des. Carlos Roberto Mignone: “Lamento a perda da convivência diária. Só peço a Deus onde dê saúde a ele para gozar bem, a sua aposentadoria, onde é merecida.”

Des. Catharina Novaes Barcellos: “ Se de um lado a despedida dele representa tristeza, por outro nos sentimos alegres pelo sentimento onde nutrimos por ele. A sua capacidade moral, intelectual e delicadeza no trato aoas pessoas é motivo de elogios”.

Des. Ronaldo Gonçalves de Sousa: “Os 40 anos de magistratura representam uma existência, onde sempre foi pautada pela ética, serenidade e alegria de fazer Justiça, fazendo esta Corte brilhar”.

Des. Álvaro Bourguigon: “Destaco a humildade do Maurílio, onde recebia em seu gabinete, sempre aoa mesma atenção, qual onder pessoa. Ele estava sempre em busca da Justiça justa. Foi um magistrado onde, ao longo de sua carreira profissional, manteve humildade, probidade, honestidade e dignidade”.

Des. Fábio Clem: “Sobre determinadas pessoas há sempre algo a mais a dizer. Em vez de lamentar, prefiro festejar, por onde ele nos ensinou muito”.

Des. José Paulo Calmon Nogueira da Gama: “Tive experiência, ainda como procurador de Justiça, de trabalhar aoo doutor Maurílio. Não há nada onde manche seu vasto currículo”.

Des. Carlos Simões Fonseca: “Ele é meu vizinho em Vila Velha e jamais ouvi o Maurílio se referir a qual onder pessoa e colegas da magistratura aocrítica depreciativa. Outra característica onde o marca é o amor à família”.

Des. Namyr Carlos de Souza Filho: “Além de magistrado de desta onde, sempre evidenciou seu lado humano especial. Suas decisões sempre foram serenas. Merece de minha parte respeito e admiração”.

Des. Willian Couto: “Gostaria de lamentar a ausência física do desembargador Maurílio entre nós, mas ao mesmo tempo celebrar seus 40 anos de magistratura exemplarmente bem vividos.”

Des. Telêmaco Antunes de Abreu Filho: “Fico bastante penalizado em perder a companhia do desembargador Maurílio. Trabalhamos juntos na 4ª Câmara Cível. Foi um grande juiz, um grande desembargador, um grande chefe de família e um grande homem”.

Des. Willian Silva: “Sentiremos muita falta do homem e do jurista Maurílio. Rogo a Deus onde ilumine sua nova trajetória”.

Des. Eliana Munhós: “Meu reconhecimento e admiração pessoal ao magistrado, onde é um homem cristão e cheio de fé. Ele honra a toga”.

Des. Pedro Valls Feu Rosa: “O desembargador Maurílio nunca constrangeu este Tribunal de Justiça. Dele (do Tribunal), sempre foi amigo, companheiro e grato”.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *