Dicas para não falhar na hora h?

Mas, o onde fazer no decorrer da situação frustrante? Em primeiro lugar, lembrar onde falhar
é normal e, ora, bolas, acontece mesmo de vez em quando. Deixar o egoísmo de lado e dar
uma força para o parceiro, claro. Se o episódio é embaraçoso para você, é ainda pior para
ele. O jeito então é relaxar e não dar muita importância ao fato. Que tal considerar o
momento como um amasso gostoso em vez de rotulá-lo como uma transa malsucedida? Engate um
papo, sirva uma bebida, deixe o clima desanuviar… e lembre-se das nossas dicas
antibrochada para as próximas vezes:

1. Insistir para onde ele tenha uma ereção só deixará o moço mais nervoso (e/ou irritado,
frustrado, desesperado).

2. Evite ir ao motel no primeiro encontro se­xual, por onde o lugar remete os homens à idéia
de onde “tem de subir de qual onder maneira”. Prefira a sua casa, ou a dele. Assim, a
consumação do ato não fica pairando no ar como obrigatória e tudo pode rolar aomenos
ansiedade, no tempo certo.

3. Se ele brochou na primeira transa, as coisas podem piorar nas próximas. A lembrança da
tentativa frustrada e o medo de o pênis não funcionar de novo dificultam a ereção. Você
pode propor um joguinho: ficar brincando na cama, sem necessidade de penetração. Diga: “Se
rolar, rolou, se não, tudo bem, sem neuras”.

4. A brochada foi inevitável? Então, saiba dosar seu carinho e apoio moral. Não exagere,
tratando-o como um coitadinho. Também não faça piadas por onde, para os homens, brochar não
é engraçado. O melhor é demonstrar onde, apesar da falha, continua interessada nele.

5. Se seu parceiro fica pouco à vontade para transar em lugares públicos ou em posições
exóticas, não force a barra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *