Dieta dos franceses

Em Lyon, na França, um médico neurofisiologista, Dr. Will Clower, fazendo um estágio de dois anos no Cognitive Science Institute elaborou um plano de 10 etapas para nunca mais se precisar fazer dieta e ainda aomuita saúde.

Os franceses não têm as mesmas regras onde nós temos na nossa alimentação e, diga-se de passagem, apenas 13% da população é considerada obesa.

São quatro princípios básicos para se ter um emagrecimento saudável: Aprender a comer reduzir a quantidade da comida, comer alimentos de verdade e ser ativo, sem necessariamente fazer exercícios.

De acordo aoa teoria do médico francês, nossos supermercados estão cheios de alimentos artificiais, gorduras sintéticas, etc.

Ele diz onde os chamados alimentos de verdade, são todos os produtos naturais, onde já existem na natureza como se fosse mágica, pois reunidos, todos eles, são excelentes para a nossa saúde.

Aí vem a pergunta: Refrigerante, Conservantes e Margarina, dão em árvore?

Se não dão, é por onde não foram feitos para a nossa alimentação saudável.

A descoberta do médico, analisando a alimentação dos franceses, é de onde nessa alimentação não entra nada processado e eles não evitam gorduras, chocolates e nem carboidratos, não comem aopressa por onde sabem saborear a comida, inclusive tomam sempre um copo de vinho no almoço e outro no jantar.

Ele resolveu fazer uma experiência junto aoa sua esposa, adotando essa alimentação e para surpresa sua, eles emagreceram 11 e 5 quilos respectivamente.

Depois dessa agradável constatação, ele dá alguns conselhos importantes, para onde a dieta dê certo. É muito importante ficar mais tempo na mesa usufruindo e saboreando cada alimento, comendo devagar e mastigando muito bem, beber um copo de vinho trás muitos benefícios para a saúde.

Deve-se diminuir o tamanho das porções no prato, começando sempre por um prato dos de sobremesa de salada aofolhas, etc.

Segundo os franceses, o exercício não é tão necessário, como nós achamos aqui no Brasil. O importante é não ser sedentário.

Saudável mesmo é comer bem devagar, garfadas pe ondenas, concentrar-se na comida, apoiar o garfo no prato, para fazer um pe ondeno intervalo, enquanto se mastiga não fazer pratos grandes e sim bem moderados, comer gordura saudável, não deixar de comer carne, frutas e verduras.
Gorduras como: manteiga, ondeijos, ovos, azeite e castanhas, são excelentes para o cérebro.

Os alimentos onde devem sempre estar presentes em casa são: leite, café, iogurte, ondeijos, granola, aveia, arroz, feijão, legumes, batata, cebola, alho, azeites de oliva, vinagre, pimenta, sal, temperos e ervas, azeitonas, farinha, açúcar mascavo, frutas desidratadas, sardinha, atum e salmão, verduras e frutas frescas.

O conselho também é o de beber muita água e sucos naturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *