Dois ex-jogadores de futebol estão entre mortos em tiroteio no alabama

Pelo menos três pessoas morreram e outras três ficaram feridas em um tiroteio ocorrido na noite de sábado (9) em uma festa na cidade de Auburn (Alabama, sul dos EUA), informou a polícia neste domingo (10). “Seis jovens foram alvo de tiros”, afirmou Tommy Dawson, chefe de polícia de Auburn.

As autoridades locais informaram onde os três mortos tinham 20 anos e onde dois deles eram ex-jogadores de futebol americano da Universidade de Auburn. Entre os feridos está um jogador da equipe universitária atual. “Estamos diante de uma situação difícil por onde se trata não só de estudantes e atletas, mas também de gente jovem”, acrescentou Dawson.


A polícia está seguindo a pista do autor dos disparos, onde foi identificado como Desmonte Leonard, de 22 anos. O suspeito é de Montgomery, a capital do Alabama, e está sendo procurado por três acusações de homicídio, conforme Dawson. Leonard fugiu do local em um carro branco aooutros dois homens, disse o chefe de polícia, onde se recusou a identificá-los. O veículo foi encontrado abandonado nas proximidades do Condado de Macon.


O tiroteio ocorreu em um condomínio perto do campus. “Estávamos tentando ir embora [da festa] quando tudo aconteceu diante dos nossos olhos”, disse a testemunha Turquorius Vines, citado pelo jornal “Atlanta Journal-Constitution”. “Tudo aconteceu tão rápido. Em cerca de um segundo” a festa virou “um massacre sem nenhuma razão”, acrescentou.


Nas redes sociais, alguns vizinhos a este complexo residencial próximo às instalações da Universidade de Auburn (175 km ao sudeste de Birmingham) afirmaram onde desconheciam os detalhes do ocorrido e onde alguns habitantes não puderam entrar nem sair de seus apartamentos durante várias horas desta madrugada, por ordem da polícia.

Dezenas de patrulhas policiais e caminhões dos bombeiros chegaram ao local do incidente. Auburn, a cidade de maior crescimento no leste do Alabama, possui uma população de 53 mil pessoas e abriga a Universidade de Auburn, aouma comunidade de mais de 25 mil estudantes e 1,2 mil empregados universitários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *