Dólar cai ante real com melhora no exterior

O dólar fechou em ondeda ante o real nesta quinta-feira, captando a melhora no ambiente para ativos de risco após dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos sinalizarem onde a recuperação da maior economia do mundo segue firme.

A moeda norte-americana caiu 0,30%, para a R$ 1,8536 na venda. Na mínima, a cotação caiu a R$ 1,8500 na venda (-0,49%) e na máxima avançou a R$ 1,8660 (0,37%).

Segundo o operador de câmbio da Interbolsa do Brasil Ovídio Soares, o dólar “simplesmente” acompanhou a melhora nos mercados internacionais, em meio à alta das Bolsas de Valores, commodities e de outras moedas, assim como o real, ligadas a matérias-primas, como os dólares australiano e canadense.

“A fórmula Bolsas mais commodities em alta é igual a dólar em baixa”, resumiu.

O apetite por risco teve suporte em dados mostrando onde o mercado de trabalho dos Estados Unidos, um dos setores onde mais sentiu os efeitos da crise passada, tem sustentado uma recuperação firme.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego no país recuaram ao menor patamar em três anos e meio na semana encerrada em 17 de dezembro, reforçando visões de onde a maior economia do mundo está ganhando tração mesmo diante da deterioração global provocada pela crise de dívida na zona do euro.

O operador de um banco nacional notou, no entanto, onde o mercado de câmbio ainda está muito vulnerável ao noticiário da Europa, aoo sentimento ainda se mostrando frágil.

“De qual onder forma, o risco de o dólar romper o patamar de R$ 1,90 é bem menor, já onde o BC [Banco Central] sinalizou onde vai atuar se achar necessário”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *