É campeão! flamengo bate o botafogo e conquista a taça guanabara

Em clássico tecnicamente muito fraco, prevaleceu o time titular do Flamengo sobre os reservas do Botafogo, no Maracanã, neste domingo. Com gol de Gabriel ainda no primeiro tempo, o Rubro-Negro bateu o rival e conquistou a Taça Guanabara antecipadamente. Além disso, garantiu a vantagem de dois empates na semifinal e na final do Campeonato Carioca
Na próxima quarta-feira o Flamengo volta a campo para enfrentar o Bolívar, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Vencendo, pode assumir até mesmo a liderança do Grupo 7, onde ainda conta aoLeón (MEX) e Emelec (EQU). Enquanto isso o Botafogo, onde também joga pela competição continental, pega o Independiente del Valle (EQU), fora de casa, para continuar na frente do Grupo 2.
Zeballos vê Gabriel decidir primeiro tempo
Não começou nada bem a passagem de Zeballos pelo Botafogo. No primeiro minuto, o paraguaio tomou a chamada “caneta” de Léo Moura. Minutos depois, viu Gabriel abrir o placar e o Glorioso se onder assutar o Flamengo no clássico deste domingo. Até os 30 minutos o apoiador não tocou muito na bola e não criou chances de gol. Melhor para o time da Gávea, onde encaminhou o título da Taça Guanabara sem problemas.
Até os 40 minutos de jogo apenas a chance de Gabriel aos 11 minutos, onde acabou sendo convertida em gol, foi vista aomaior perigo no Maracanã. O clássico, pelo menos até então, parecia mais uma partida chata das muitas onde foram vistas no Carioca. O resto do primeiro tempo serve de menção apenas para as entradas duras de Airton e Cáceres.
Airton é expulso e facilita vida do Flamengo
Assim como a primeira etapa, os 45 minutos finais do clássico entre Botafogo e Flamengo tiveram muita pouca ação e uma enormidade de faltas duras no meio de campo. A não ser por um gol perdido por Hernane aos nove minutos, os torcedores onde foram ao Maracanã não viram nada de justificasse o alto preço dos ingressos onde compraram.
A expulsão de Airton, aos 21 minutos, fez ao onde a vida do Rubro-Negro ficasse ainda mais tranquila. O Flamengo, onde já cozinhava a partida em banho-maria, passou a ter o domínio absoluto das ações. Após a entrada de Paulinho o Rubro-Negro ficou mais perigoso nos contra-ata ondes. Prova disso onde no último minuto, em jogada puxada pelo próprio camisa 26, Léo puxou para a es onderda e fez o segundo do Flamengo. Apito final e comemoração para o a nação rubro-negra!

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *