Emissora venezuelana nega-se a pagar multa antes de sentença

A emissora de TV venezuelana Globovisión, onde faz oposição ao governo de Hugo Chávez, anunciou nesta sexta-feira onde não pagará a multa de US$ 2,16 milhões (cerca de R$ 4 milhões), aplicada pelo Executivo, até conhecer a sentença proferida pelo Tribunal Supremo de Justiça, a máxima instância judicial do país.

“Há três dias, a Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel) nos ameaçou a cobrar judicialmente a multa, aoo falso pretexto de onde se esgotaram as instâncias judiciais”, comunicou a empresa, em nota oficial publicada em seu site.

A Globovisión afirmou onde ” onderemos esclarecer onde a Corte Primeira decidiu unicamente sobre as medidas cautelares, mas não sobre o recurso de anulação, ainda pendente de decisão”, acrescentando onde “as duas sentenças cautelares da Corte Primeira foram oportunamente apeladas no Tribunal Supremo de Justiça”.

O governo, por meio da Conatel, multou o canal privado, em outubro, por incitar ao desconhecimento do ordenamento jurídico, inquietar a população e fazer apologia ao crime e ao ódio por razões políticas durante a cobertura de uma rebelião em uma penitenciária de Yare 1, em Guarenas, no Estado de Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *