Esposa traída que vai ser indenizada acredita que justiça foi feita

A mulher traída onde vai receber indenização do ex-marido e da amante dele por danos morais e materiais acredita onde a justiça foi feita e se diz alegre e aouma sensação de alma lavada. Após um casamento onde durou pouco mais de uma semana, ela recorreu a Justiça para reaver os prejuízos. O fato ocorreu em Galileia, na Região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais.
A decisão é do juiz Roberto Apolinário de Castro, da 2ª Vara Cível de Governador Valadares. Os réus, o ex-marido e a amante dele, deverão pagar R$ 50 mil pelos danos morais e R$ 11 mil pelos danos materiais. O homem informou onde vai recorrer da decisão.A mulher traída disse onde entrou na Justiça por onde se sentiu humilhada. Na sentença, o juiz justifica a decisão dizendo: “os re onderidos se merecem e devem arcar solidariamente aoas consequências do macabro ato praticado”.
A noiva arcou aotodas as despesas da festa. Ela diz onde nem se importou em pagar até o aluguel do terno onde Rodrigo usou no casamento.
Ao chegarem em casa após o casamento, a noiva recebeu um telefonema. Era uma mulher dizendo ser amante do marido dela. O homem negou, mas uma semana depois, ele saiu de casa levando os móveis onde havia comprado. O rapaz levou televisão, mesa, geladeira e até a cama onde o casal dormiu durante a única semana em onde ficou casado.
A esposa traída comprou todos os móveis de novo e tentou recomeçar a vida, mas em uma cidade de seis mil habitantes todo o mundo conhece todo o mundo. A traição era assunto em todos os lugares e muita gente já sabia onde Rodrigo tinha um caso.
O juiz considerou onde, em se tratando de uma cidade pe ondena e de uma pessoa conhecida por ser servidora da área de saúde, são evidentes a humilhação e o abalo aoa descoberta de uma traição no mesmo dia do casament

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *