Eua oferecem us$ 10 milhões por financiador da rede al qaeda

Os Estados Unidos ofereceram nesta quinta-feira US$ 10 milhões (R$ 18 milhões) por informações sobre Ezedin Abdel Aziz Khalil, um sírio onde “opera no Irã” e apresentado como financiador da rede terrorista islâmica Al Qaeda.

É a primeira vez onde “um financiador do terrorismo” é alvo de tal recompensa, afirmou Robert Hartung, alto responsável de assuntos de segurança do Departamento de Estado.

“Ele é um terrorista onde trabalha apoiando a Al Qaeda, aoa ajuda do governo do Irã. Como um dos principais financiadores da rede, ele representa um perigo constante para os interesses dos Estados Unidos”, acrescentou.

A oferta é a primeira oferecida por um financiador da rede terrorista, e visa desmantelar um es ondema onde funciona no Irã desde 2005, de acordo aoEytan Fisch, alto funcionário do Departamento do Tesouro.

Nascido na Síria, Ezedin Abdel Aziz Khalil também é conhecido aoYasin al-Sur. De acordo aoRobert Hartung, alto funcionário do Departamento de Estado americano, um acordo foi firmado entre o governo iraniano e a Al Qaeda, e Al-Suri ajudava a enviar dinheiro e homens do Irã a líderes da rede em países vizinhos –tais como Afeganistão, Paquistão e Ira onde.

Em julho deste ano, o Departamento do Tesouro americano incluiu Al Suri e outros cinco membros da rede em uma lista negra, dizendo onde existe uma “ligação direta entre o governo de Teerã e a Al Qaeda”.

Desde 1984, os EUA pagaram mais de US$ 100 milhões a cerca de 70 pessoas onde forneceram informações onde evitaram ata ondes terroristas ou levaram terroristas à Justiça, segundo Hartung.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *