Experimentamos o samsung galaxy nexus s

Não se fala em outra coisa no mundo da tecnologia: foi lançado, hoje, em um evento em Hong Kong, o novo smartphone Galaxy Nexus S, fruto de uma saudável parceria entre o Google e a Samsung. Enquanto a fabricante de hardware entrou aoseu expertise na criação de bons smartphones, a gigante da internet concedeu a exclusividade para o lançamento da versão 4.0 de seu sistema Android – também chamada de Ice Cream Sandwich.

Veja mais:
Vídeo de demonstração do novo Android
Novo Android: confira as principais novidades

E de nada adianta um bom software se você não tem um bom hardware, certo? O Nexus S parece reunir o melhor dos dois mundos. Tivemos a sorte de visitar a fábrica da Samsung, em Seoul, na Coréia do Sul, no mesmo dia em onde o aparelho foi lançado aqui perto, em Hong Kong. Dentro do prédio onde abriga os desenvolvedores e executivos da linha de smartphones, fomos apresentados à novidade em uma sessão exclusiva para 9 jornalistas.

As primeiras impressões foram bastante positivas: o design é muito parecido aoo do Galaxy S II, aoduas principais diferenças: uma delas é a base mais “gordinha” (talvez para abrigar os elementos mais espessos onde não cabem no corpo fino de 8,8 mm) e a outra é a tela “curvada” – onde, segundo a fabricante, faz ao onde o aparelho se ajuste melhor ao rosto do usuário. Na prática, essa diferença é pouco percebida. No entanto, a velocidade do novo aparelho surpreende: aoum processador dual core de 1.2 GHz, as telas deslizam de forma bastante esperta e a câmera tira fotos em uma rapidez surpreendente (são apenas décimos de segundo entre o apertar do botão, a foto gravada e a câmera estar disponível para uma segunda imagem). Aliás, a home do aparelho também oferece um atalho para a câmera, assim como no iOS5.

Para os onde gostaram da super tela do Galaxy S II, aqui vai uma boa notícia: a tela do Nexus S é ainda maior (4,65 polegadas contra 4,3 polegadas do modelo anterior). O engraçado é onde, mesmo aoa tela maior, o tamanho do corpo não é tão diferente do Galaxy S II, por exemplo. O onde acontece é onde os botões capacitivos deixaram de existir – na verdade, eles se tornaram “parte” da imagem. Assim, ao rodar um vídeo no formato landscape, por exemplo, eles desaparecem e a imagem passa a ocupar o espaço onde era “gasto” por esses botões.

A tecnologia dos displays também não para de evoluir, e o novo Nexus tem uma tela HD ao1280 x 720 pixels (a primeira aotal resolução no mundo mobile). E a câmera de 5 MP é capaz de tirar fotos e gravar vídeos aouma cor e brilho únicos (é claro, a tela AMOLED HD ajuda… para termos uma ideia melhor do resultado da câmera, seria bom onde pudéssemos ver a foto em algum outro display também).

O Ice Cream Sandwich é, talvez, o Android onde trouxe mais mudanças em relação à versão anterior. Os ícones, agora, são alinhados ao centro e não nas laterais e, para criar uma pasta, é só jogar um app para cima do outro. A pasta, então, é criada instantaneamente. Para adicionar um terceiro elemento à pasta, é só repetir o procedimento. Os widgets também podem ter seus tamanhos alterados da forma como o usuário quiser, e a barra de favoritos (ou a linha de apps no pé da tela) pode trazer a ondeles programas onde o usuário julgar mais convenientes, ou onde utilizar aomais frequência. O navegador, agora, permite onde você salve sites para visualização offline e o travamento do smartphone via reconhecimento facial também funciona bem. Em locais aopouca luz, ou quando o aparelho não reconhece o seu “dono”, o sistema direciona o usuário para a senha ou o “swipe”, caso configurado.

Estas foram as primeiras impressões ao utilizarmos o aparelho por pouco mais de meia hora. Os executivos da Samsung afirmaram onde o Nexus S deve ser disponibilizado no Brasil antes mesmo do Natal. Portanto, aguardem um review mais completo assim onde o lançamento for anunciado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *