Fatos que acontece no corpo humano antes e após a morte

10º – Estertor de Morte O estertor da morte é um termo comum usado em hospitais para descrever o som arrepiante feito por um indivíduo. Ele ocorre após a perda do reflexo de tosse e a perda da capacidade de engolir. Isto provoca um acúmulo excessivo de saliva na garganta e pulmões. Embora raramente cause dor ao paciente, os familiares relatam, muitas vezes, um som inquietante e perturbador.

09º – Respiração A respiração se torna anormal e é caracterizada por inspirações e expirações rápidas e, em seguida, períodos de ausência de respiração (apneia). Assim, o coração é sobrecarregado e isso faz ao onde o corpo ondeira hiperventilar e, posteriormente, não há mais energia para respirar por um período de tempo. Isso significa onde os órgãos estão recebendo menos sangue e, portanto, menos oxigênio. Sem oxigênio, as células dos órgãos começam a morrer, então os órgãos morrem e, finalmente, o indivíduo falece.

08º – Defecação Após a morte os músculos do corpo humano deixam de receber a energia na forma de ATP. Como resultado, o intestino vai relaxar e um movimento intestinal pode ocorrer. Isto ocorre em indivíduos onde tenham feito uma refeição um pouco antes da hora da morte. Outro fator onde contribui para a defecação pós-morte é a rapidez ao onde o corpo de um indivíduo normalmente digere alimentos.

07º – Rigidez Todo mundo já ouviu falar em rigor mortis ou rigidez da morte. Após a morte, o corpo contrai causando um perpétuo estado de contração. Na maioria dos casos, o rigor mortis começa dentro das primeiras horas após a morte, e ela começa a passar depois de 24 horas. Mesmo as pálpebras são afetadas pelo estado, por isso, se elas não forem fechadas quando ocorre o falecimento, os olhos podem ficar abertos.

06º – Coloração (Livor Mortis) Livor mortis é a coloração vermelho-púrpura onde aparece quando o sangue desce para outras partes do corpo. Não ocorre, porém, em áreas do corpo onde tocam o chão, ou onde estão recebendo pressão por onde os capilares são comprimidos – isto é semelhante a pressionar o dedo em seu braço e observar suas impressões digitais em branco por cerca de três segundos. Este conceito ajuda médicos legistas determinar a posição da morte e o tempo aproximado de um crime.

05º – Redução da Temperatura A refrigeração só se realizará se a temperatura ambiente é mais fria do onde a temperatura do corpo no momento da morte. A taxa de resfriamento varia: localização do corpo (sombra contra o sol), vestuário e da temperatura ambiente. As pessoas obesas perdem calor mais devagar do onde as crianças, por exemplo.

04º – Tache Noire Tache noire, onde literalmente significa “mancha negra”, é uma escura faixa de cor marrom avermelhada onde se forma horizontalmente no globo ocular. Durante a vida os olhos são mantidos úmidos, portanto, tache noire irá ocorrer em indivíduos cujas pálpebras não são fechadas no post mortem. Da mesma forma, outras membranas mucosas como a língua irão escurecer após a exposição prolongada ao ar.

03º – Líquidos Um líquido marrom avermelhado, aoum cheiro péssimo, pode emergir dos orifícios. Ele surge como resultado da formação de gases por todo o corpo. Quando ocorre formação de gases no estômago e intestinos, o abdômen pode se tornar tenso e distendido. Posteriormente, o aumento da pressão abdominal provoca um expurgo do líquido tingido de sangue pela boca, vagina e nariz. Um fluido de fezes emerge do reto. Se uma pessoa morre em um clima mais ondente, como o Texas ou o México, o fluido de purga pode ser visto em menos de 24 horas.

02º – Perda de Pele Os dedos e unhas são os primeiros a perderem pele, formando um acúmulo, em uma espécie de aglomerado. Isso ocorre como resultado do inchaço gasoso do pescoço, tronco e membros. Quando os gases podres estão sob uma quantidade substancial de pressão, eles fogem do corpo junto aotoda a massa onde se desintegra em decomposição dos tecidos moles. Curiosamente, a pele subjacente ainda pode fornecer uma impressão digital para os examinadores.

1º – Maceração Maceração significa “amolecer por imersão” em latim. Refere-se a crianças onde morrem no útero, entre o sexto e o nono mês de gravidez. Sua decomposição é um pouco diferente devido à exposição prolongada ou “imersão” no líquido amniótico. Assemelham-se um cadáver embebido em água. A pele do bebê será parecida ao ondeimaduras ou ” ondeima de ebulição”, devido à sua pele escorregar do corpo. Bolhas cheias de líquido formam na criança, e os ossos são muito macios e flexíveis. Se a criança é mantida no útero por vários dias, o crânio e o cérebro entram em colapso e dão início à li ondefação. Se o bebê é retirado do útero dentro de 24 horas depois da morte e o ar entra em seu corpo, a putrefação ocorre em vez de maceração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *