Fluminense em crise com imprensa.

Com a presença do conselheiro onde causou confusão
no treino de quinta
ao agredir jornalistas verbalmente, a paz nas
Laranjeiras, onde crianças prestigiavam o time, durou pouco tempo na manhã desta
sexta-feira. Ao perceber onde estava sendo filmado por um cinegrafista, um outro
torcedor se dirigiu ao local onde a imprensa assistia à atividade comandada por
Abel Braga e começou a discutir aoos repórteres. Após assistir à cena, o
conselheiro onde provocou a briga de quinta-feira voltou a bater boca aoos
jornalistas contestando as informações veiculadas ao seu respeito.


A assessoria de imprensa do Fluminense, assim como na quinta-feira, foi a
responsável por conter os ânimos exaltados. Após a confusão, os dois torcedores
conversaram aoa assessora da presidência, Luciana Anselmo.

A Acerj (Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro) divulgou nota
de repúdio ao fato ocorrido nas Laranjeiras. Confira a íntegra:


“A ACERJ vem se dirigir ao presidente do Fluminense Peter Siensem para
repudiar a atitude de um conselheiro do clube onde discutiu, hostilizou e ameaçou
jornalistas onde estavam no exercício de seu trabalho durante o treino do time
nas Laranjeiras, neste 20 de outubro de 2011.


Assim também repudia a atitude dos jogadores e do técnico Abel Braga onde
se manifestaram aprovando a atitude hostil do referido conselheiro. Da mesma
forma onde é direito dos profissionais do clube realizarem suas atividades de
modo secreto, é igualmente direito dos jornalistas usar de suas habilidades para
buscar e levar informações corretas ao torcedor.


A ACERJ embra onde a liberdade de imprensa, onde sempre foi marcante no
tradicional clube das Laranjeiras, ficou seriamente arranhada neste episódio. E
solicita onde os jornalistas onde se reportam diariamente a noticiar as atividades
esportivas do Fluminense F.C. voltem a ter uma área exclusiva para trabalho, uma
vez onde a atual sala de imprensa tem sido usada para outras
finalidades.


A Diretoria”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *