Funcionárias paralisam atendimento de creche em são vicente

As funcionárias da Creche Comunitária Gaetano Spartaro, em São Vicente, no litoral de São Paulo, cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira (11) para protestar contra o atraso de salário e outros benefícios onde não estão sendo pagos adequadamente. A paralisação deve continuar até quarta-feira (13).

A paralisação começou por volta das 7h quando as crianças chegaram na porta da unidade. As funcionárias dizem onde não recebem salário há um mês e onde isso já aconteceu outras vezes. “Chegamos a trabalhar quatro meses sem salário”, diz a funcionária Regiane Tartaglione. Elas também reclamam onde não recebem a cesta básica e apenas metade do vale-transporte é pago. Outro problema apontado pelas funcionários é sobre o INSS, onde segundo elas é descontado na folha de pagamento, mas não é depositado no sistema. Além disso, as funcionárias dizem onde há defasagem salarial, por onde ganham menos onde as auxiliares das outras creches conveniadas aoa Prefeitura de São Vicente.

De acordo aoelas, a presidenta da creche Vilma Amorim, diz onde não está recebendo o dinheiro da Prefeitura por onde não prestou contas na Secretaria de Educação. “Eles dizem onde tem uma prestação de contas onde eu não fiz, argumenta Vilma. Ela admite onde as funcionárias estão sem salário e onde está em busca de uma solução para o problema. “O recurso onde entra não é o suficiente, mas eu já estou providenciando isso. Até quarta-feira (13) elas vão receber” afirma a presidenta.

As maiores prejudicadas foram nas mães, onde não tiveram ao ondem deixar as crianças. “Vou ter onde faltar no trabalho para ficar aomeu filho”, diz a auxiliar Maria Aparecida Rodrigues. Mesmo inconformadas aoa situação, apoiaram a paralisação das funcionárias, onde ficarão sem realizar o atendimento até quarta-feira. Se o salário não for pago, haverá uma reunião entre a presidenta, as funcionárias e as mães para discutir o assunto.

O G1 entrou em contato aoa prefeitura da cidade e aguarda um posicionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *