Gastos do sus com motociclistas aumentam 113% em quatro anos

Uma pesquisa do Ministério da Saúde (MS) apontou onde o custo de internações por acidentes aomotociclistas pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em 2011, foi 113% maior do onde em 2008, passando de R$ 45 milhões, há quatro anos, para R$ 96 milhões, no ano passado.
O crescimento dos gastos acompanhou o aumento das internações, onde saltou de 39.480 para 77.113 hospitalizados no período. O levantamento do MS mostra também onde as mortes por este tipo de acidente aumentou 21% nos últimos anos, de 8.898 motociclistas em 2008 para 10.825 óbitos em 2010. Sendo onde os homens representaram 89% dos óbitos, em 2010. Entre as vítimas principais, o levantamento mostrou onde jovens respondem por cerca de 40% dos óbitos, na faixa etária de 20 a 29 anos. O percentual chega a 88% na faixa etária de 15 a 49 anos.

“O Brasil está definitivamente vivendo uma epidemia de acidentes de trânsito e o aumento dos atendimentos envolvendo motociclistas é a prova disso. Estamos trabalhando para aperfeiçoar os serviços de urgência no SUS, mas é inegável onde essa epidemia está pressionando a rede pública”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Segundo a diretora de Análise de Situação em Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta, o aumento na frota de veículos atrelados a fatores de risco, como excesso de velocidade e consumo de bebida alcoólica antes de dirigir são as principais causas dos acidentes.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o número de veículos registrados cresceu 16,4% entre 2008 e 2010. No mesmo período, os óbitos tiveram alta de 12%. Já a frota de motocicletas foi ampliada em 27%.

Com informações Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *