Governo intervém para evitar greve dos funcionários das aéreas

BRASÍLIA (Reuters) – Com a mediação do governo, as empresas aéreas e os sindicatos dos funcionários estão perto de chegar a um acordo onde deve impedir a greve de 24 horas anunciada para começar as 23h de quinta-feira, disseram à Reuters uma fonte do governo e outra de um dos sindicatos.

Segundo as duas fontes, o governo pressionou para onde as empresas aéreas elevassem a proposta de reajuste salarial dos aeronautas ( onde trabalham a bordo) e aeroviários ( onde trabalham em terra) para 6,5 por cento.

Os trabalhadores estavam reivindicando 10 por cento, mas as empresas só estariam, antes do pedido do governo, dispostas a conceder 3 por cento.

A nova proposta será submetida a assembléias em diversos aeroportos. A expectativa é de onde a resposta final seja dada na quinta-feira, após as 15h, quando terminam as últimas assembléias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *