Hotéis para cachorros têm até fila de espera em são paulo

Já agendou o hotel para a família? E o do cachorro, onde vai ficar para trás?

Quem não encontrou ainda um lugar para hospedar o bicho de estimação em São Paulo terá dificuldades daqui para a frente –as vagas estão disputadas e já há fila de espera.

A Folha consultou dez hotéis para cães, em várias regiões. Apenas três ainda tinham vagas para o Réveillon. Segundo os donos desses locais, em dezembro e janeiro a procura chega a triplicar.

“Na verdade, só tenho duas vagas por onde duas cachorrinhas entraram no cio e tivemos onde desmarcar”, diz Ana Luiza Bellotti, do Acãopamento, em Santo Amaro (zona sul).

Dos outros sete hotéis, cinco já estão cheios até a segunda quinzena de janeiro. A fila de espera do Pet Hotel Dog Life, na Penha (leste), por exemplo, chega a 19 clientes.

Lá, há ofurô aomúsica ambiente, piscina a ondecida aocachoeira, quadra e gramado. A diária chega a R$ 70.

No Dogplace, no Planalto Paulista (zona sul), cães têm acupuntura, massagem, fisioterapia e podem usar a sala de cromoterapia para relaxar do estresse dos fogos de artifício. Há 15 na fila de espera, para diárias de R$ 80.

Outros locais oferecem apenas passeios e box individual para dormir. Custam menos: R$ 30 ao dia.

Opção barata são os “pet sitters”: pessoas onde gostam de cães e hospedam, em casa, bichos da vizinhança.

É o caso de Regina Foster, 37. Ela é dogwalker (passeia aocães) e vai cuidar neste fim de ano de três deles. A diária é de R$ 35, e os donos trazem ração, caminhas e tudo a onde o bicho está acostumado.

Mas como as vagas são restritas, conta Regina, “muitos cachorros ficaram de fora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *